Delegados, escrivães, peritos, papiloscopistas e agentes promovem união histórica em favor do fortalecimento da Polícia Federal

Uma revolução silenciosa – para o bem da sociedade brasileira – está acontecendo dentro da Polícia Federal. Depois de décadas de divergências históricas, as lideranças das entidades de classe da PF resolveram se unir em favor da população e contra o inimigo comum: os bandidos que roubam dinheiro público do Brasil.

Apesar do esforço do governo Hartung em desvalorizar a segurança pública, policiais militares e civis garantem o Carnaval com menor número de assassinatos no Espírito Santo desde 2011

Sem reajuste salarial há dois anos; sobrecarga de trabalho nas delegacias e unidades militares por conta do efetivo reduzido; redução de combustíveis nas viaturas, o que reduz a locomoção; delegacias desestruturadas e instaladas em prédios sem nenhuma condição de atendimento ao público interno e externo; sem pagamento de diárias quando há necessidade de deslocamento para municípios fora de sua área de atuação; desvio de função, sobretudo na Polícia Civil; sem auxílio alimentação...

Blitz do Sindipol em Delegacias mostra o descaso da Chefia de Polícia Civil com policiais civis e a população capixaba

Com uma população de 485.376 habitantes, segundo dados do IBGE de 2015, e ocupando uma área de 552.541 quilômetros quadrados, o município da Serra, localizado na Região Metropolitana da Grande Vitória, sofre com a falta de efetivo e de estrutura da Polícia Civil para trabalhar no atendimento ao público e nas investigações dos crimes. Estrutura que tem se tornado cada vez mais distante da instituição com a gestão da atual chefe de Polícia, delegada Gracimeri Sopeiro Gaviorno (na foto, vestida de índia no desfile das escolas de samba deste ano de Vitória ).

Delegado Marcelo Nolasco deixa a Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos e volta à Polícia Civil

O prefeito de Vitória, Luciano Rezende (PPS), acaba de sofrer uma grande e importante baixa em seu time:  Marcelo Nolasco de Abreu deixou o comando da Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos (Semcid). Marcelo Nolasco volta, agora, ao cargo de delegado de Polícia Civil. Ele foi, sem dúvida, o mais competente e proativo secretário de Luciano Rezende, que faz uma administração pífia. Quem assume o cargo de Marcelo Nolasco interinamente é o secretário Municipal de Assistência Social, Marcos Marinho Delmaestro.

Promotor de Justiça Izaías de Souza analisa o Estatuto da Pessoa com Deficiência

O Promotor de Justiça Izaías Antônio de Souza, titular da Promotoria de Justiça de Mantenópolis, região Noroeste do Espírito Santo, faz uma análise do Estatuto da Pessoa com Deficiência, que entrou em vigor em todo território brasileiro desde o dia 2 de janeiro de 2016. Sancionado em julho do ano passado pela Presidente da República, Dilma Roussef, o ‘Estatuto’ traz regras e orientações para a promoção dos direitos e liberdades das pessoas com deficiência,  objetivo de garantir a essas pessoas inclusão social e cidadania.

MILLENA CHAVES PERMITIA QUE JOVEM SE PASSASSE POR POLICIAL, DIZ CORREGEDORIA: Polícia Civil abre PAD contra delegada que deu viatura para o namorado dirigir

A Corregedoria Geral de Polícia Civil acaba de concluir investigação sumária contra a delegada Millena Chaves Senhoria, que passará a responder a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) pela acusação de praticar oito delitos que poderão culminar, caso seja considerada culpada, por sua expulsão da instituição.

“VIDA DE PM NO RIO – DESPREZADOS, DOENTES E COM MEDO”: Reportagem da Época que mostra a doença dos militares cariocas preocupa oficiais capixabas

Está circulando pelas redes sociais de vários grupos de oficiais da Polícia Militar do Espírito Santo a reportagem completa da Época desta semana em que a revista traça o perfil da saúde dos policiais militares do Estado do Rio. Sob o título “Vida de PM no Rio: desprezados, doentes e com medo”,  a Época diz: “malvistos pela população e caçados pelos criminosos, os policiais militares do Rio de Janeiro estão abalados como soldados em guerras e mais suscetíveis a cometer erros fatais.” E traz uma série de explicações para tal conclusão.

CRIMES SEM SOLUÇÃO POR FALTA DE PERÍCIA, DEMORA DE ATÉ 90 DIAS PARA TIRAR CARTEIRA DE IDENTIDADE: Ao completar 104 anos, Perícia Papiloscópica do Espírito Santo está agonizando

O Departamento de Identificação da Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC) da Polícia Civil do Espírito Santo completa nesta semana 104 anos de existência. É lá que funciona a Perícia Papiloscópica. O Blog do Elimar Côrtes conseguiu, por meio de diversas fontes ligadas à Polícia Civil, traçar um Raio X do setor, que, a cada dia, está agonizando.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger