Delegado Fabiano Contarato é cotado para assumir direção-geral do Detran

O governador Paulo Hartung (PMDB) vai anunciar dentro de instante o nome do novo diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em substituição ao ex-deputado estadual Paulo Lemos, que cometeu oito infrações como motorista que resultaram em 35 pontos na Carteira Nacional de Habilitação, sendo o limite 20 pontos.
Hartung vai cumprir a sugestão do Conselho Superior de Ética do Espírito Santo, que, por unanimidade, decidiu pela censura pública e exoneração de Paulo Lemos. Os sete membros definiram a punição como sugestão ao governo do Estado.
No dia 21 deste mês, o Blog do Elimar já havia antecipado que Paulo Hartung iria exonerar Paulo Lemos, conforme informação repassada por fontes do Palácio Anchieta.
O conselho argumentou que a censura se deve ao fato de o diretor ter criticado o próprio órgão que ele dirige e a exoneração seria o resultado da conduta do servidor.
A reunião do conselho começou às 11h30 desta segunda-feira (25/01), no Palácio da Fonte Grande. Paulo Lemos, que não acompanhou o encontro, chegou à sede do Detran na manhã desta segunda, por volta das 9 horas, dirigindo seu carro particular.
Por ter perdido 35 pontos, Paulo Lemos terá a carteira de motorista suspensa por seis meses. Terá que fazer curso de reciclagem.
Um dos nomes contados para assumir a vaga de Paulo Lemos é o do delegado chefe da Delegacia de Delitos de Tânsito, Fabiano Contarato, respeitado em todo o Brasil por seu trabalho na Polícia Civil capixaba.
Fabiano Contarato tem provocado uma verdadeira revolução (para o bem) ao indiciar por homicídio doloso (quando há intenção de cometer o crime) motoristas que, embriagados, provocam tragédias nas estradas capixabas.
Contarato tem sido pioneiro, no Brasil, nessa prática, que tem ajudado a reduzir a sensação de impunidade no trânsito.

Conforme acaba de publicar em seu site o Gazeta Online, saiba como entender o caso
Pontos. Na semana passada veio a público a informação de que o diretor-geral do Detran, Paulo Lemos, tinha atingido 35 pontos na carteira e teria a habilitação suspensa

Infrações. Entre as infrações estão excesso de velocidade, estacionamento em local proibido e dirigir falando ao celular

Explicações. O diretor-geral admitiu que cometeu as infrações, tentou minimizar, e disse que iria cumprir o que manda a lei

Erro. Paulo Lemos disse, ainda, que duas das oito multas atribuídas a ele estavam em nome de outra pessoa, e que um erro do sistema levou os pontos para a carteira dele. Mesmo assim, ele teria a habilitação suspensa, porque com as outras seis multas superou os vinte pontos tolerados pela lei

Exoneração. Na última sexta-feira, o gerente de habilitação e veículos do Detran, Carlos Roberto Rosa, foi exonerado pelo diretor. A área em que o gerente trabalhava é justamente a responsável por contabilizar as infrações cometidas por Paulo Lemos, o pode ter influenciado na decisão, mas isso não foi confirmado porque o diretor-geral não foi localizado para explicar a situação

Conselho. Diante da crise, o governo do Estado levou o caso ao Conselho Superior de Ética Pública do Espírito Santo.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger