Hartung diz que “não existe solução milagrosa para a segurança pública”.

O governador Paulo Hartung fez, por mais de seis horas, nesta quarta-feira (10/02), prestação de contas de seus quase oito anos de governo. Sobre segurança pública, Hartung respondeu as perguntas do deputado estadual Josias Da Vitória (PDT), que é o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa.
Paulo Hartung, pelo que demonstrou, foi muito franco, ressaltando que não existem soluções milagrosas para acabar com a violência.
Vejam, abaixo, o que Hartung falou sobre segurança pública:

“Recentemente, a imprensa nacional divulgou a explosão da violência no interior do estado de São Paulo, apesar de todas as medidas de prevenção adotadas pelo governador José Serra”.

“A violência está ligada à venda e consumo de drogas e ao tráfico de armas”.

“Alguns prefeitos que falaram sobre segurança pública na campanha eleitoral de 2008 caíram na real, um ano depois, e agora estão jogando tudo para cima do governo”.

“O governo do Estado está investindo na qualificação dos policiais civis e militares; está motivando os municípios a aplicarem políticas locais para ajudar na melhoria da segurança; estamos motivando as famílias a adotarem seus filhos, antes que eles se entreguem aos criminosos”.

“Não tem milagre numa matéria (segurança pública) dessas; a solução não é fácil. Não existe solução milagrosa para a segurança pública”.

“Estamos melhorando o sistema prisional do Estado. Em 2003, quando assumimos o governo, havia no sistema prisional cerca de 3.800 presos. Hoje, mais de sete anos depois, esse número subiu para 11 mil detentos. Hoje, a polícia capixaba está prendendo muito mais. E construímos muito mais prisões”.

“O combate à criminalidade no Brasil precisa ser entendida como um problema federal também. Repito que o Espírito Santo não fabrica drogas e nem armas. Isso vem de outros países, o que nos obriga a reforçar a vigilância em nossas fronteiras”.

“Não acredito em milagres nessa tarefa (combate à violência)”.

“Temos conseguido avanço na questão do efetivo das polícias. Estamos evoluindo também na remuneração salarial de nossos policiais.”

“Temos, sim, muitos desafios a enfrentar na área de segurança, deputado Josias Da Vitória. Tanto que temos aqui o comandante geral da PM, coronel Oberacy Emmerich; o chefe da Polícia Civil, delegado Júlio César (de Oliveira); o secretario da Segurança, Rodney Miranda, que vêm buscando trabalhar em conjunto e buscando experiências de outros estados, que deram certo lá fora para aplicar aqui no espírito Santo”.

“Eu nunca fui de crucificar comandantes da PM ou chefes de Polícia Civil por conta da a violência. Sei muito bem que o problema é mundial”.

“O problema da criminalidade é mundial. Tenho lido na imprensa internacional o que está acontecendo pelo mundo afora. Por exemplo: o cartel de cocaína da Bolívia está migrando para o México. Esse cartel desafia mais de 200 cidades nos Estados Unidos”.

“Precisamos de ações em que a polícia trabalhe em conjunto com o Judiciário e o Ministério Público. Os processos poderiam andar com mais celeridade e penas alternativas poderiam ser adotadas para alguns casos de crimes”.

“Precisamos descobrir e combater como o dinheiro do tráfico de drogas e de armas, por exemplo, é lavado”.

“Uma coisa é certa, deputado Josias Da Vitória nosso governo tirou a pata da política de pouca qualidade da polícia capixaba”.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger