Ministério Público faz mapa da violência contra mulheres em Vitória

O Ministério Público Estadual elaborou dados estatísticos que mostram um verdadeiro raio X da violência praticada contra mulheres na capital capixaba. O mapa da violência de 2009 revela os bairros onde as mulheres são mais vítimas de violência doméstica. Em alguns meses, São Pedro, na periferia, e Jardim da Penha, bairro nobre, lideram as estatísticas.
O mapa, elaborado pela Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher, mostra ainda os dias da semana – geralmente domingo e segunda-feira – e os horários – noite e manhã – em que as mulheres são mais agredidas pelo marido ou namorado.
Também revela os tipos de agressão – com ameaças liderando em todos os meses –; a motivação da violência – uso de álcool e fim do relacionamento são os campeões –; e até a religião de vítimas e agressores.
Em julho de 2009, por exemplo, as mulheres evangélicas foram as que mais sofreram agressões por parte do marido ou namorado, com 45% dos casos registrados pela Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher, contra 42% das católicas. Esse número varia de acordo com o mês.
Trata-se de um excelente trabalho realizado pela Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher. Mais informações sobre estatísticas, o leitor poderá encontrar no link http://www.mpes.gov.br/promotoriadamulher/index.html
De acordo com o site do Ministério Público Estadual, Promotoria da Mulher é a designação simplificada dada à Promotoria de Justiça de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, criada em Vitória, através da Resolução nº 010/2009, do Egrégio Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Espírito Santo.
Sua instalação foi possibilitada e agilizada em virtude de convênio celebrado entre o Ministério Público do Espírito Santo e o Ministério da Justiça. O convênio foi assinado no dia 6 de maio de 2009, pelo procurador-geral de Justiça, Fernando Zardini, e o secretário de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, Rogério Favreto. como forma de celebrar o Dia Internacional da Mulher.
A Promotoria da Mulher recebe diretamente mulheres que a procuram para tomar ciência do andamento das medidas judiciais ajuizadas e também para iniciar o atendimento daquelas que foram vítimas de violência doméstica.
Para isto, funciona em conjunto com o Núcleo de Atendimento à Mulher, o que expande os objetivos da atuação do órgão para além da mera gestão das ações judiciais, tornando-o agente no processo de reinserção social das vítimas de violência doméstica e familiar.
A Promotoria da Mulher de Vitória é o primeiro passo do Ministério Público do Espírito Santo no enfrentamento à violência doméstica e familiar e o prenúncio de criação de outros órgãos de execução congênere em todas as Comarcas do Estado.
As mulheres vítimas de violência doméstica podem procurar a Promotoria da Mulher, localizada na Rodovia Serafim Derenzi, 11.247, Loja 01, no bairro Santa Marta.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger