Empresário é condenado a 22 anos por assassinato de dentista

O empresário José Silésio Follador, 62 anos, foi condenado a 22 anos e 9 meses de prisão pelo assassinato do dentista aposentado Milton Neto, 77, ocorrido em 2007. O julgamento de Silésio terminou às 2 horas desta quarta-feira (30/06), no Tribunal do Júri de Vitória. Ele, que já se encontrava preso, foi condenado a regime fechado.
O julgamento durou mais de 16 horas – começou na manhã de terça-feira, conforme o Blog do Elimar havia anunciado em primeira mão há uma semana.
Não adiantou a tese de legítima defesa feita pelos advogados de Silésio. Milton foi morto com duas marretadas na cabeça e por estrangulamento. O assassinato aconteceu no dia 14 de agosto de 2007, na Praia do Canto. Segundo a confissão de Silésio, Milton saía de casa no bairro Santa Lúcia, na manhã do dia 14 de agosto de 2007 para cobrar uma dívida de R$ 14 mil
do acusado.
Uma semana antes do assassinato, o empresário teria extorquido R$ 15 mil de Milton com a ajuda de um investigador e de uma delegada. A delegada foi condenada por crime de extorsão, mas se livrou da acusação de homicídio. Já o investigador Estrela aguarda decisão do Tribunal de Justiça para também ir a julgamento pela morte do dentista.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger