Estado volta a integrar as polícias para melhorar combate à criminalidade

O governador em exercício do Espírito Santo, desembargador Manoel Alves Rabelo, e o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), André Garcia, assinam nesta sexta-feira (10/09) o Decreto de Compatibilização de Áreas, mais uma ferramenta de gestão para a melhoria da atuação conjunta das polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros em todo o Espírito Santo. A assinatura será realizada às 15 horas, no gabinete do governador em exercício, no Palácio Anchieta.

Na verdade, trata-se da reativação melhorar de um modelo de policiamento que o Espírito Santo adotou em 1999 e durou até 2002. Foi descartado pelo governador Paulo Hartung em suas duas gestões, mas copiado em outros estados, onde obteve êxito.

Trazido de volta do Espírito Santo, o programa desta vez está melhor projetado. Agora, a Polícia Civil vai se adequar também ao modelo de Policiamento Interativo, que é mais uma inovação da Polícia Militar capixaba, criado nos anos 80.

O decreto a ser assinado pelo governador em exercício Manoel Alves Rabelo e o secretário André Garcia é um projeto que teve a participação de oficiais da PM, delegados da Polícia Civil e de representantes da sociedade civil organizada do Espírito Santo.

O projeto prevê a criação de Regiões Integradas e Áreas Integradas de Segurança Pública O primeiro item cotará com a Companhia da PM e de uma delegacia policial; o segundo é a integração de um Departamento de Polícia Judiciária com um Batalhão da PM.

Oficiais da PM e delegados de Polícia vão atuar de forma unida nas regiões. Terão de seguir uma rotina integrada de segurança pública, integrando-se, sobretudo, com as comunidades. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) terá um papel importante. Cada região contará com um chefe de investigação para melhor responder às ocorrências de assassinato.

Sintetizando, oficiais e delegados – contando com a colaboração e organização de suas chefias, como superintendentes de Polícia Especializada e Metropolitana e comandantes de Batalhões – vão ter que dar maior visibilidade ao policiamento nos bairros. Novas delegacias e unidades da PM serão criadas e construídas nos próximos meses.

O Blog do Elimar já havia antecipado a notícia em reportagem postada no dia 13 de janeiro deste ano, informando que o governo do Estado estava estudando a volta desse modelo de policiamento. O sistema integrado de segurança já deveria ter entrado em ação desde 2007. Esse era o desejo do vice-governador Ricardo Ferraço e do governador Paulo Hartung, mas o ex-secretário Rodney Miranda não aceitou colocá-lo em prática. Ricardo e Hartung acabaram desistindo, temporariamente, do projeto. Sabiamente, voltaram a estudar o programa em abril, quando Rodney Miranda teve que deixar a Secretaria da Segurança para disputar uma vaga de deputado estadual.

Desta vez, Hartung e Ricardo contaram com a ajuda de oficiais que já sabiam como executar o projeto. Parabéns, portanto, ao governador em exercício Manoel Rabelo, que assina o decreto lei que cria um novo gerenciamento de polícia no Espírito Santo.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger