Projetos de Gilsinho Lopes que criam novas delegacias se tornam realidade

Quando foi deputado estadual entre 1999 e 2002, o delegado Gilsinho Lopes apresentou projetos de lei que previam a criação de novas delegacias. Algumas já foram instaladas e duas delas – consideradas de suma importância para a sociedade capixaba – acabam de ser instaladas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).

Homem de visão mais ampla do que seu antecessor Rodney Miranda, o atual chefe da Sesp, André Garcia, não perdeu tempo e transformou em delegacias os Núcleos de Combate a Crimes Eletrônicos (praticados pela internet) e de Pessoas Desaparecidas.

Em 2001, o então deputado estadual Gilsinho Lopes – que está licenciado da chefia da Superintendência de Polícia Prisional por ser candidato a deputado estadual – apresentou na Assembleia Legislativa projetos criando a Delegacia de Pessoas Desaparecidas e a Delegacia de Repressão aos Crimes Eletrônicos. A Assembleia aprovou e o governo sancionou as leis, que só viraram realidade há uma semana.

As duas delegacias funcionavam como núcleos e possuíam estruturas menores. Com a nova configuração, todas terão dois delegados, oito agentes, quatro investigadores e quatro escrivães.

O secretário André Garcia também assinou a portaria que cria outras duas novas delegacias de Polícia Civil. Foram criadas a Delegacia de Homicídios e Proteção às Mulheres, que é a primeira especializada do Brasil, e a Delegacia de Atendimento e Proteção às Pessoas Idosas.

Segundo a Sesp, o delegado André Cunha ficará sob o comando da Delegacia de Homicídios e Proteção às Mulheres (DHPM); Tânia Rosa Braga será a responsável pela Delegacia de Atendimento e Proteção às Pessoas Idosas; o delegado Marco Jagger pela Delegacia de Pessoas Desaparecidas; e Rafael Corrêa pela Delegacia de Repressão aos Crimes Eletrônicos.

“Lá atrás, em 1999, quando iniciei o mandato de deputado, já sentia a necessidade de criarmos novas delegacias especializadas no Estado. Por isso, fiz as leis e fico feliz em vê-las transformadas em realidade agora”, comentou Gilsinho Lopes.

É dele também o projeto de lei que criou novas delegacias distritais, como a de São Pedro e Maruípe, em Vitória; e as de Marcílio de Noronha, Vila Bethânia e Universal, em Viana; e Feu Rosa, na Serra. Segundo estimativa do governo do Estado, este ano ainda esses quatro últimos bairros ganharão suas delegacias.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger