Pesquisa aponta quem seria o melhor chefe de Polícia Civil no governo Casagrande

Uma pesquisa realizada pelo site do Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil (Sinpol) e Associação dos Investigadores da Polícia Civil (Assinpol) aponta o nome do delegado André Luiz Reis Neves como o melhor nome para assumir a chefia de Polícia Civil do Espírito Santo no governo de Renato Casagrande.

Hoje, o chefe da PC é o delegado Júlio César de Oliveira. Logo atrás de André Reis, que já comandou a instituição ainda no governo de Paulo Hartung, vem a delegada Fabiana Maioral e os delegados Lauro Coimbra e Emerson Gonçalves da Rocha.

A pesquisa foi elaborada pelo Grupo de Pesquisa Independente Verdade Real, que atendeu pedido do Sinpol e da Assinpol, através de seu presidente, Júnior Fialho.

A pesquisa foi realizada entre os dias 1° e 8 de dezembro, possuindo margem de erro padrão 2% para mais ou para menos.

À resposta “Quem seria o melhor chefe de Polícia Civil’’, a maioria dos internautas respondeu André Luiz Reis Neves, com quase 60% dos votos. Depois, vem Fabiana Maioral com 30%, Lauro Coimbra e Emerson da Rocha com menos de 10%.

O delegado André Reis Neves está lotado, atualmente, na Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), junto com Fabiana Maioral. Ele deixou o cargo de chefe de Polícia Civil depois de ter sido flagrado, por imagens feitas pela TV Gazeta, tomando cerveja em um bar, com uma viatura da instituição na porta, o aguardando. Submetido ao Conselho de Ética do governo do Estado, André Reis Neves acabou sendo exonerado do cargo.

Fabiana Maioral é forte aliada do ex-secretário da Segurança Pública, Rodney Miranda, eleito o deputado estadual mais votado do Estado, com mais de 60 mil votos. Continua sendo de confiança do atual secretário, André Garcia, e do futuro secretário, Henrique Herkenhoff.

O presidente do Sinpol e Assinpol, Júnior Filho, fez uma avaliação sobre o resultado da pesquisa. Para ele, o perfil atual dos policiais civis é de modernidade, de quem acredita que o futuro da Polícia Civil é ter como chefe alguém com competência técnica e que defenda um discurso mais moralizador. A pesquisa completa está no site http://www.assinpol.com.br/

O resultado da pesquisa, entretanto, pode não alterar a escolha a ser definida pelo governador eleito Renato Casagrande. É que os três delegados melhores colocados na pesquisa ainda não são especiais. A lei determina que somente delegados especiais podem ocupar a chefia de Polícia Civil.

Quando André Reis Neves assumiu o comando da instituição, no início do governo Paulo Hartung, a lei ainda permitia delegado de terceira categoria comandar a Polícia Civil.

Atualmente, existem somente sete delegados especiais: o atual chefe, Júlio César de Oliveira; Emerson da Rocha, Jorge Meyer, Inês Loss, Neusa Glória dos Santos, Hélio Menezes e Ana Cristina Foratini. Há mais vagas para delegados especiais, mas depende do governador atual ou o futuro fazer as promoções.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger