Governador determina integração das polícias para reverter indicadores ‘‘inaceitáveis’’ de violência

Em discurso firme, mas motivador, o governador Renato Casagrande (PSB) determinou, na tarde desta quinta-feira (03/02), uma integração das polícias Civil e Militar para o Estado reverter os indicadores ‘‘inaceitáveis’’ na área de segurança pública.

Casagrande disse que se as polícias Civil e Militar estiverem funcionando adequadamente, com compromisso definido e metas estabelecidas, e integradas, o combate a criminalidade no Estado se tornará mais tranqüilo:

‘‘Não tenho nenhuma dúvida: se a integração acontecer, teremos sucesso no combate à criminalidade’’, frisou Renato Casagrande, em discurso feito na posse do novo chefe de Polícia Civil, delegado Joel Lyrio Júnior, no auditório da PC, na Reta da Penha.

‘‘Reconheço as dificuldades, porque temos o crime organizado; tráfico de drogas, a desmotivação dos profissionais, a cultura da violência e a falta de integração. O governo vai investir na segurança. Precisamos reformar e construir delegacias. Não é possível, por exemplo, que em nossas 12 microregiões não tenhamos delegacias funcionando de plantão e funcionando todos os dias. O cidadão tem que sair de Mucurici para registrar uma ocorrência outro município’’, disse Casagrande.

‘‘Precisamos ter delegacias novas e ou reformadas com atendimento humanizado para a população e para os profissionais da segurança pública’’, completou o governador.

‘‘Nossos indicadores de violência são inaceitáveis. Registramos mais de 50 homicídios por cada 100 mil habitantes Reconheço que é difícil combater a violência. Por isso, estou determinado a acompanhar pessoalmente todo trabalho nessa área’’, garantiu Casagrande.

Ele informou ainda que os comandantes das polícias Civil e Militar têm que orientar delegados e comandantes de unidades militares a criarem em seus municípios Gabinetes de Ação Integrada, como está sendo criado em âmbito estadual pelo governo.

Renato Casagrande revelou já ter determinado ao chefe de Polícia Civil, delegado Joel Lyrio, ao comandante geral da PM, coronel Anselmo Lima, e ao secretário da Segurança de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Henrique Herkenhoff, que a integração das duas instituições ‘‘seja de verdade’’ e que vá além do discurso.

‘‘Essa integração tem que ser na formação dos policiais, na definição e execução de estratégias. Se nossa prioridade número um é o combate à criminalidade, temos que nos unir e nos integrar’’, voltou a defender Casagrande.

O governador foi também motivador em seu discurso. Disse que o objetivo de seu governo é valorizar, na área de segurança pública, quem tem valor. ‘‘Meu objetivo é valorizar os profissionais que produzem, que dão resultado’’.

Casagrande encerrou seu discurso convidando os policiais civis presentes à solenidade a reagirem e não deixar o Estado voltar a ser considerado um dos mais violentos do País:

‘‘Quero convidar todos vocês a darem conta do recado. Vamos avançar mais na segurança. Vamos produzir resultado para o povo do Espírito Santo. Nós confiamos em você, doutor Joel’’, disse Casagrande, dirigindo-se a Joel Lyrio.

A posse do novo chefe de Polícia, Joel Lyrio, que entrou no lugar de Júlio César de Oliveira, foi bastante concorrida e prestigiada por diversas autoridades. Além do governador Renato Casagrande e do secretário Henrique Herkenhoff, marcaram presença os deputados estaduais Josias Da Vitória e Gilsinho Lopes.

Também estavam presentes o prefeito da Serra, Sérgio Vidigal, secretários estaduais e dos municípios da Serra e de Vitória e representantes do Ministério da Justiça e do Conselho Estadual de Direitos Humanos.

Em novas postagens, publicaremos as declarações feitas pelo delegado Joel Lyrio em sua posse. Dentre outras ações, ele anunciou que a Polícia Civil adotará, daqui para frente, um comportamento mais interativo com a sociedade:

‘‘Precisamos de uma polícia mais cidadã, que esteja mais perto das comunidades. Nosso objetivo é definir logo estratégias de combate a violência, mas ao mesmo tempo reconhecemos a necessidade de investir na reestruturação de delegacias e na tecnologia da polícia’’, disse Joel Lyrio.

‘‘Quando um chefe de Polícia Civil abre as portas para o Conselho de Direitos Humanos e diz que vai tratar bem os advogados, a Ordem dos Advogados não poderia deixar de estar presente na sua posse. Meus parabéns e boa sorte, doutor Joel’’, disse o presidente da OAB-ES, Homero Mafra, ao abraçar Joel Lyrio.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger