Emoção marca homenagem ao juiz Alexandre Martins de Castro Filho

Uma forte emoção marcou o Seminário de Luta Contra o Crime Organizado, nesta quinta-feira (24/03), que homenageou o juiz Alexandre Martins de Castro Filho, assassinado há oito anos.

O dia foi marcado de homenagens ao juiz assassinado, que se tornou um ícone do combate ao crime organizado no Espírito Santo.

O seminário ocorreu durante todo o dia, no Centro de Convenções de Santa Lúcia. Coube ao pai do juiz, o advogado Alexandre Martins de Castro, abrir o evento, que contou com a presença de juristas, professores e estudantes de Direito de várias faculdades.

Até o advogado Clóvis Lisboa, que defende o acusado de ser um dos mandantes do crime, o coronel Walter Gomes Ferreira, esteve presente ao seminário.

‘‘Vim com a convicção de aprender cada vez mais. Mais uma vez, cumprimentei e me solidarizei com o pai do juiz assassinado. Minha convicção é de que meu cliente é inocente. Mas, acima de tudo, está o sofrimento de um pai que perdeu um filho. E isso eu respeito independente de ser advogado’’, disse Lisboa.

Bastante emocionado, Alexandre Martins voltou a cobrar da Justiça o julgamento dos acusados de serem os mandantes, já que os executores e intermediários já foram condenados.

‘‘Eu não participei das investigações e nem da apuração do caso. Não faço nenhuma especulação sobre suspeitos ou indiciados. Mas, uma vez apurada a responsabilidade de quem quer que seja, este alguém vai ser perseguido por mim até sua condenação, tendo, porém, um julgamento justo. Se este alguém for culpado, vou exigir sua condenação’’, disse o pai do juiz, Alexandre Martins de Castro, ao responder a indagação sobre a informação dada em postagem anterior pelo procurador geral de Justiça, Fernando Zardini, de que outras pessoas estão sendo investigadas em novas ações abertas pelo Ministério Público.

Jovens estudantes passaram todo o dia no Centro de Convenções. Antes do seminário, pregaram cartazes nas paredes do local, com frases que faziam alusão ao trabalho desenvolvido pelo juiz Alexandre Martins.

Ao final do encontro, o advogado Alexandre Martins agradeceu aos palestrantes, como já fizera com a equipe que fez palestras pela manhã.

O governo do Estado não enviou nenhum representante ao evento. Nem mesmo o secretário de Estado da Segurança Pública, Henrique Herkenhoff, mandou representante. Pela Assembleia Legilativa, além de um dos palestrantes, deputado Rodney Miranda, compareceram o presidente da Casa, Rodrigo Chamon, e os deputado Cláudio Vereza e Genivaldo Lievore. Dois coronéis da PM assistiram o seminário: Renato Duguay e Costa. Mas não estavam representando nem o governador Renato Casagrande e nem o secretário Herkenhoff.


Nas próximas postagens, mais informações sobre o seminário.

E a qualquer momento, reportagem exclusiva: Viúva de pistoleiro revela como foi a trama para matar presidente do Sindicato dos Motoristas
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger