Policiais doentes merecem tratamento

Essa história de exame antidrogas em policiais militares e civis do Espírito Santo, como forma de saber se as duas instituições enfrentam problemas com dependências químicas por parte de seus efetivos, é mais um indício de que parte da elite política-policial brasileira se preocupa mais em punir do que prevenir.

O autor da proposta não surpreende. Trata-se do deputado estadual Rodney Miranda (DEM), que é delegado federal licenciado e ex-secretário de Estado da Segurança Pública.

Conforme nota da coluna Plenário de A Tribuna na edição desta segunda-feira (21/03), Rodney tenciona apresentar projeto de lei que vai propor exames periódicos para constatar se os dois efetivos das polícias estaduais têm ou não problemas com drogas.

Pelo projeto do deputado, segundo A Tribuna, os policiais flagrados no exame terão que, obrigatoriamente, se submeter a tratamento para se livrar do vício. Vejam as palavras do deputado Rodney:

‘‘Estamos estudando a viabilidade da proposta com base em estudos que apontam os policiais como uma categoria potencialmente de risco, principalmente em função do estresse. Pelo projeto, todos estariam sujeitos ao exame, independente da patente’’.

Rodney Mirada foi, por seis anos, secretário da Segurança Pública do Estado. Conhece bem a tropa que ele comandou.

Antes, porém, de estudar projetos que só visam punir o deputado deveria ver o outro lado: como funcionam hoje os setores das polícias Militar e Civil que deveriam cuidar do policial doente?

Como está estruturado atualmente a Diretoria de Saúde da PM, responsável pelo Hospital da Polícia Militar?

E o que a Polícia Civil oferece de tratamento para seus servidores viciados em bebidas alcoólicas e drogas?

O deputado Rodney Miranda, melhor do que ninguém, sabe muito bem o que as duas corporações fazem para evitar que seus servidores caiam na tentação do uso das drogas e da bebida.

Melhor do que ninguém, como ex-secretário, Rodney sabe o que as duas instituições dão de tratamento para seus policiais que ficam doentes por causa das drogas e bebidas.

O deputado se preocupa em não permitir que policiais usuários de drogas continuem manchando o nome das duas policiais. Mas, com certeza, Rodney Miranda vai encontrar espaço e tempo em sua agenda política para oferecer melhorias às Polícias Civil e Militar para cuidar melhor de seus policiais doentes.

Por ter ficado seis anos à frente da Secretaria da Segurança, ele sabe onde está pisando. Prevenir, deputado, às vezes é melhor do que punir.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger