Governador segue a lei e não promove a coronel oficial que responde a processos na Justiça Militar

O governador Renato Casagrande (PSB) resolveu seguir as orientações da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e não vai promover a coronel o tenente-coronel Valdir Leopoldino da Silva Júnior, que é réu em dois processos na Auditoria da Justiça Militar, junto com outros coronéis que hoje se encontram na reserva.

No dia 16 de março, conforme o Blog do Elimar noticiou em primeira mão, o procurador geral do Estado, Rodrigo Marques de Abreu Júdice, havia orientado o governador a não assinar a promoção de Leopoldino.

Casagrande seguiu a orientação e decidiu promover o segundo da lista, Elrijader Miranda Barcelos, que passa de tenente-coronel a coronel, de acordo com o Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (14/04).

Conforme o Blog do Elimar informou com exclusividade no dia 18 de dezembro de 2010, o ex-comandante geral da PM, coronel Oberacy Emmerich Júnior, contrariando decisão da Comissão de Promoção para Oficiais, indicou ao governo do Estado que Leopoldino poderia ser promovido.

Emmerich encaminhou o processo da promoção para a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social.

Em janeiro deste ano, o novo secretário da Segurança, Henrique Herkenhoff, endossou a decisão de Emmerich e sugeriu ao governador que se fizesse a promoção do tenente-coronel Leopoldino.

Renato Casagrande, no entanto, antes de publicar a promoção no Diário Oficial, encaminhou o caso à Procuradoria Geral do Estado, que, por sua vez, vetou a promoção.

Não fossem os dois processos judiciais, Leopoldino já deveria ter sido promovido a coronel desde 2009. Quando sugeriu que ele fosse promovido, o então comandante Emmerich decidiu que ela (promoção) seria retroativa.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger