Coronel que comandou policiamento que falhou na segurança em evento nacional ganha 15 dias de folga para participar de campeonatos de hipismo

Um dia depois do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) ter cancelado o Fórum Nacional de Reforma Eleitoral, que seria realizado no Centro de Convenções de Vitória, por falta de segurança, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Lima, deu 15 dias de folga para o chefe do Comando de Policiamento Ostensivo Metropolitano (CPOM), coronel Ronalt Willian de Oliveira, para participar de duas competições de hipismo em outros estados.

O CPOM é justamente a unidade da PM que deveria ter dado toda segurança necessária para a realização do Fórum Nacional, que foi cancelado depois que estudantes baderneiros cumpriram a ameaça – feita com bastante antecedência – de invadir as instalações do Centro de Convenções para pressionar o governador Renato Casagrande a atender suas reivindicações – passagem de graça para estudantes de todo o Estado e redução no preço da passagem do Transcol.

Aproveitando a escassez de policiamento, os estudantes invadiram o local, quebraram vários objetos e danificaram mesas, cadeiras e as portas de detector de metais. O próprio presidente do TRE, desembargador Pedro Valls Feu Rosa, disse ter cancelado o evento por falta de segurança. (Veja na postagem anterior porque e como a PM falhou na segurança do Fórum Nacional de Reforma Eleitoral que seria realizado no Centro de Convenções e a importância do evento para o País).

Além do coronel Willian, o comandante geral da PM liberou para participarem das competições o tenente-coronel Carlos Henrique Pereira França, o major Márcio Eugênio Sartório, o 1° tenente Elison Vander Martins, os 3° sargentos José Frassi e Weverton Carlos Coutinho Zimerman, os cabos Jadir Marins Coelho e Jalmir Brito da Silva e o soldado Emílio Henrique Lima.

A liberação dos oficiais e praças foi publicada no Boletim do Comando Geral (BCG) número 24, de 16 de junho de 2011. Primeiro, eles vão representar a PMES no III Campeonato Brasileiro Militar de Hipismo”, a ser realizado em Brasília no período de 20 a 27 de junho. Depois, vão competir no Rio de Janeiro, dos dias 2 a 8 de agosto, no Torneio Hípico das Polícia Militares.

Durante esses dias, conforme consta no BCG, os oficias e praças serão liberados de seus serviços. É bom que se frise, porém, que a ida deles a Brasília e ao Rio não provocará qualquer ônus para o Estado, conforme garante o comandante Anselmo Lima no BCG. Todavia, já que foram liberados, não terão os 15 dias descontados de seus vencimentos.

A PM dará também aos competidores militares os animais para a disputa das duas competições e um caminhão de apoio para levar os cavalos a Brasília e ao Rio.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger