Estado derruba em 18,43% o número de homicídios em cinco meses

Números fresquinhos que acabam de sair do Setor de Estatísticas da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) informam que o número de homicídios no Espírito Santo caiu 18,43% nos primeiros cinco meses deste ano em relação ao mesmo período de 2010.

Um recorde positivo na área de segurança. Em anos anteriores, o período, geralmente, apresentava ascensão no número de assassinatos. Agora em 2011, entretanto, o governo de Renato Casagrande conseguiu reverter a situação.

De janeiro a maio de 2011, foram registrados 788 assassinatos em todo o Estado, contra 966 no mesmo período do ano passado. Uma queda de 18,43%.

Vitória, que nas duas últimas décadas carregou o estigma de uma das capitais mais violentas do País, derrubou em 29,16% o número de homicídios nesses primeiros cinco meses: foram 51 assassinatos de janeiro a maio deste ano contra 72 em relação ao mesmo período de 2010.

Os números revelam, todavia, que a Sesp deverá continuar dirigindo suas ações de combate à violência aos municípios da Grande Vitória e da Região Norte do Estado. Nessas duas regiões, o número de assassinatos continua alto. Mas as estatísticas revelam que esse tipo de crime está também caindo nas duas regiões.

Na Região Metropolitana a queda foi de 15,8%: registrou este ano 475 homicídios contra 546 em 2010. Na Região Norte, a redução chegou a 13,8% – foram 232 assassinatos no ano passado contra 200 este ano.

A Região Sul do Estado é a menos violenta e onde se registrou um maior percentual de queda, segundo a Sesp: 36,7%. Foram 98 homicídios em 2010, contra 62 este ano.

A qualquer momento a Sesp deverá divulgar relatório mais detalhado sobre a queda no número de assassinatos, informando, inclusive, os números de cada mês de
2011. Os números vão revelar que, pelo quinto mês consecutivo, o Estado reduziu as taxas de assassinatos.

Milagre? Não! Isso se chama trabalho executado com planejamento e determinação por parte da Sesp, Secretaria de Ações Estratégica e das polícias Militar e Civil, com o apoio do Ministério Público Estadual e do Judiciário.

Uma coisa, porém, é certa: a permanência da Polícia Militar, com seu Policiamento Comunitário, dentro do Projeto Território de Paz em cinco regiões de alto risco na Grande Vitória, contribui em muito para a redução do número de homicídios.

E o programa lançado há uma semana pelo governador Renato Casagrande, chamado de Estado Presente, vai ajudar ainda mais na redução da criminalidade. Vai juntar ações sociais e comunitárias com a força interativa da PM e da Polícia Civil.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger