Amages defende criação de plano nacional de segurança dos juízes

O presidente da Associação dos Magistrados do Espírito Santo (Amages), juiz Sérgio Ricardo de Souza, divulgou nota em que defende a necessidade de discussão para implantação no Brasil de um plano nacional de segurança dos magistrados. Ao mesmo tempo, ele garantiu que o assassinato "covarde" da juíza Patrícia Acioli, no Rio, não vai intimidar os magistrados do Espírito Santo e dos demais estados brasileiros:

"É imperiosa a necessidade de discussão acerca de um plano nacional de segurança do Magistrado, sério e consistente, para fazer face às tentativas de ataques ao trabalho do Poder Judiciário em todo o território nacional e, assim, garantir a tranquilidade dos Juízes e de seus familiares, para o fiel cumprimento de sua missão constitucional", diz a nota assinada pelo juiz Sérgio de Souza, que mais adiante acrescenta:



"A AMAGES tem a certeza que os Magistrados Brasileiros, com o apoio da sociedade, não se amendrontarão e continuarão firmes no combate à criminalidade organizada". Na nota, a Amages lamenta o assassinato da juíza Patrícia Acioli e é solidária com os familiraes da magistrada e com os demais membros do Judiciário do Estado do Rio.

Abaixo, a íntegra da nota feita pela Amages

NOTA

A Associação dos Magistrados do Espírito Santo - AMAGES vem a público manifestar a sua solidariedade com a Magistratura Nacional e, particularmente, com os Magistrados Estaduais do Rio de Janeiro e os familiares da Juíza de Direito Patrícia Acioli, pela covarde forma como foi ceifada a vida da valorosa Juíza fluminense, que tombou no intransigente cumprimento do dever funcional de defesa da sociedade.

A AMAGES registra, também, a necessidade de urgente valorização do papel da Magistratura na defesa do Estado de Direito e de proteção dos legítimos direitos da sociedade, pois os constantes e levianos ataques à instituição e seus membros fragilizam os Juízes e enfraquecem a sociedade, encorajando ações covardes e violentas como a perpetrada contra a Dra. Patrícia.

É imperiosa a necessidade de discussão acerca de um plano nacional de segurança do Magistrado, sério e consistente, para fazer face às tentativas de ataques ao trabalho do Poder Judiciário em todo o território nacional e, assim, garantir a tranquilidade dos Juízes e de seus familiares, para o fiel cumprimento de sua missão constitucional.

A AMAGES tem a certeza que os Magistrados Brasileiros, com o apoio da sociedade, não se amendrontarão e continuarão firmes no combate à criminalidade organizada.

JUIZ DE DIREITO SÉRGIO RICARDO DE SOUZA - PRESIDENTE DA AMAGES

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger