Comando da PM permite que militar portador de incapacidade física faça TAF especial para ser promovido

O comandante geral da Polícia Militar do Espírito Santo, coronel Anselmo Lima, está de parabéns. Ele baixou portaria nesta quinta-feira (22/09), que torna mais humano o Teste de Aptidão Física (TAF) para promoção de praças e oficiais da PMES.

A portaria, publicada no Boletim do Comando Geral n° 38, diz logo em seu primeiro artigo que “o militar estadual portador de incapacidade parcial, temporária ou definitiva, adquirida em acidente em serviço, constatada em inspeção de saúde, que esteja desempenhando regularmente atividade incluída no conjunto de serviços de natureza policial militar, poderá realizar o Teste de Avaliação Física (TAF) em condições especiais a serem definidas, de acordo com as peculiaridades de cada caso, pela Junta Militar de Saúde (JMS)”.

A decisão do comandante Anselmo Lima atende a reivindicações da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Estado do Espírito Santo (ACS/PMBM/ES) e da Associação dos Subtenentes e Sargentos da PM e do CBMES.

O presidente da ACS/PMBM/ES, Jean Ramalho, faz questão de agradecer ao comandante Anselmo Lima e a demais autoridades, como o governador Renato Casagrande, o secretário Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Henrique Herkenhoff, o deputado Josias Da Vitória e os demais deputados integrantes da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, pela força que deram em favor da aprovação da portaria do Comando Geral da PM.

Na verdade, o coronel Anselmo Lima demonstrou estar em sintonia com os anseios da tropa e, sensibilizado com os problemas que muitos militares enfrentam, se acidentando em trabalho, baixou portaria tornando mais humanas e dentro de nossa realidade as exigências do TAF.

Outro diretor da ACS/ES, Flávio Gava, definiu como uma grande vitória dos militares a decisão do coronel Anselmo Lima em baixar a nova portaria do TAF.

“Inúmeros colegas que estavam perdendo noites de sonos porque, acidentados durante trabalho como militares, eram impedidos de fazer o TAF, agora podem dormir mais tranqüilos, pois terão mais chance de serem promovidos”, disse Gava.

Ele lembra que os policiais militares estão sujeitos a sofrer acidente, tanto durante a atividade profissional, quanto no momento de se deslocar de casa para o trabalho e na volta:

“A decisão do senhor comandante geral da PM, coronel Anselmo Lima, é um ganho social muito importante para os militares estaduais capixabas”, afirmou Flávio Gava.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger