Governador e secretário da Segurança deixam de sentir a emoção na formatura dos novos sargentos da PMES

A Polícia Militar do Espírito Santo teve um momento muito importante nesta quinta-feira (15/09), com a formatura de mais 447 sargentos. São homens e mulheres, com seus mais de 35 anos de vida – e a maioria, com 20 anos de corporação –, que vão para as ruas para ajudar ainda mais no combate à criminalidade no Estado.


A solenidade de formatura foi marcada por emoção, com os novos sargentos chorando nos braços de seus familiares – esposas, filhos, pais e amigos. Também foi marcada pela serenidade da mensagem do comandante geral da PMES, coronel Anselmo Lima, que mostrou aos novos sargentos o tamanho de sua responsabilidade:

“Os limites legais da ação policial revistos durante o Curso, devem, mais do que antes, agora, serem praticados e fiscalizados por cada um dos senhores, pois a ação inadequada ou a omissão poderá lhes comprometer as demais promoções, sua credibilidade ou até suas liberdades. Sejam justos e profissionais. Ajam dentro do estrito dever legal que lhes couber. Não prevariquem. Socorram o cidadão na justa necessidade e na injusta agressão e apoiem as boas práticas policiais. Permitam-se acessar por todo aquele que lhes procurar em busca de apoio, de orientação e de ajuda”, disse o coronel Anselmo Lima.

Destaque da cerimônia estava no palanque. Não só pelas presenças, mas pelas ausências importantes. O cabo da reserva remunerada Josias Da Vitória foi o único deputado estadual presente à solenidade.

Demonstrou, mais uma vez, que não é homem de abandonar suas raízes. Está, efetivamente, comprometido com a segurança pública do Espírito Santo. Da Vitória fez questão de cumprimentar e abraçar a maioria dos formandos.

Duas ausências sentidas na cerimônia: o governador Renato Casagrande e o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Henrique Herkenhoff – o segundo pelo menos enviou um representante, o subsecretário Nilton Souza Siqueira.

Outras autoridades presentes foram os promotores de Justiça Karla Sandoval, da Auditoria Militar, e Jean Claude de Oliveira, do Grupo Executivo de Controle Externo da Atividade Policial (Gecap).

Esta foi a maior turma de sargentos formada pela Polícia Militar capixaba. São 447 homens e mulheres que já deram muito de suas vidas à PM e à segurança pública estadual.

Não é, portanto, todos os dias que um governo estadual forma uma turma de sargentos. O governo capixaba está de parabéns. Por isso, mais do que nunca, o governador Renato Casagrande merecia estar no palanque, prestigiando e levando sua mensagem aos novos sargentos. Assim como o secretário da Segurança, Henrique Herkenhoff, que merecia estar junto da tropa.

O comandante geral da PM, coronel Anselmo Lima, todavia, deu conta do recado e demonstrou serenidade na mensagem lida para os novos sargentos.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger