Denúncia de nepotismo cruzado pode derrubar a qualquer momento o secretário da Justiça

Depois de exonerar sua superintendente de Comunicação, a jornalista-empresária Sandra Cola, o governador Renato Casagrande (PSB) corre o risco de sofrer mais uma baixa no primeiro escalão. O secretário de Estado da Justiça, Ângelo Roncali, está prestes a entregar o cargo. O motivo tem a ver com uma outra mulher. É que a esposa do secretário, Teresa Cristina Sobral, acaba de perder o cargo que tinha na Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).


Na Sesp, Teresa Sobral ocupava o cargo de assessora Especial de Ações de Prevenção. Ela ocupava o cargo há mais de quatro anos. Foi nomeada, portanto, pelo ex-governador Paulo Hartung.

O emprego da mulher do secretário Ângelo Roncali na Secretaria da Segurança Pública, entretanto, teria sido interpretada pelo governo atual como um nepotismo cruzado.

Como o nepotismo é proibido em órgãos públicos, Hartung, para contar com a presença de Ângelo Roncali – que é servidor público federal de carreira, em Brasília – no Espírito Santo, concordou em dar emprego também à mulher do secretário da Justiça.

Ângelo Roncali foi mantido no cargo, em janeiro, pelo governador Renato Casagrande, devido ao excelente trabalho de modernização e moralização executado nos presídios capixabas.

Casagrande tomou conhecimento de que a esposa do secretário da Justiça exercia um cargo comissionado na Sesp por intermédio de denúncia que chegou ao Conselho de Ética do Estado e ao Ministério Público Estadual. Os integrantes do Conselho de Ética sugeriram a exoneração de Teresa Sobral.

A situação causou constrangimento. Casagrande convocou Ângelo Roncali, mas quem teria conversado sobre o assunto com o secretário da Justiça foi o secretário de Gabinete do governador, Robson Leite.

Segundo fontes próximas ao secretário da Justiça, Roncali teria ficado chateado, porque, ao ser convocado para ir ao Palácio Anchieta, achou que seria recebido pelo governador, já que o assunto entre ambos era de caráter particular.

Devido à crise, Ângelo Roncali já começou a aprontar as malas para deixar a Sejus. A qualquer momento ele deverá anunciar sua saída do cargo.

Em tempo: nesta quinta-feira, o secretária de Comunicação, Sandra Cola, decolou do governo Casagrande. Em seu lugar, o governdor nomeou um profissional muito mais experiente, com mais de 30 anos à frente da área de marketing da multinacional Nestlé, que é Ronaldo Carneiro.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger