Polícia vai usar aparelho para detectar tiroteios nas ruas da Grande Vitória

Logo após a reunião de avaliação do Programa Estado Presente, na manhã desta terça-feira (13/12/, o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Henrique Herkenhoff, anunciou uma série de investimentos na área de tecnologia visando melhorar o combate à criminalidade. Uma das medidas é a compra do aparelho chamado Shot Spotter, que é um sistema que detecta tiros nas ruas.

O sistema de detecção de disparos de armas de fogo tem por objetivo dar mais agilidade às informações sobre tiroteios. A princípio, os aparelhos serão instalados nos aglomerados onde se concentra maior número de assassinatos na Grande Vitória.

Esses aglomerados são, inicialmente, as cinco regiões onde já foram instalados os Territórios de Paz: Grande Terra Vermelha (Via Velha), São Pedro (Vitória), Vila Bethânia (Viana), Feu Rosa (Serra) e Nova Rosa da Penha (Cariacica). Posteriormente, serão instalados aparelhos também nos demais bairros já contemplados com o Programa Estado Presente.

Segundo Henrique Herkenhoff, a partir do momento que o sistema detecta disparo de arma de fogo, as viaturas da Polícia Militar e até as ambulâncias de socorro são acionadas em tempo real.

Atualmente, quando há um tiroteio em bairros da Grande Vitória, a polícia fica sabendo somente depois que algum morador telefona para o Ciodes. Entre o telefonema dado ao Ciodes e o momento em que a viatura é acionada, há um a perda de tempo muito grande.

Hoje, no Brasil, somente a cidade gaúcha do Rio Grande do Sul já trabalha em suas ruas com o sistema de detector de tiros. O Rio de Janeiro começou a testar o sistema há uma semana para colocar em prática no próximo ano.

O sistema Shot Spotter permite que, no momento em que uma arma de fogo é disparada, informações como quantidade de tiros e o calibre do armamento são enviadas para uma central de comando em seis segundos.

O sistema ainda diferencia sons similares como os de fogos de artifício, escapamento de veículos ou helicópteros e os grava, permitindo uso posterior para possíveis análises periciais, segundo o site da fabricante do aparelho.

O secretário Henrique Herkenhoff falou também de mais investimentos na tecnologia. Disse que a Sesp vai adquirir pistolas taser, que são armas não-letais, para o uso diário por parte da polícia. Garantiu que a Polícia Civil está modernizando seus equipamentos para os setores de perícia, equipando a Polícia Técnico-Científica:

“Vamos também incrementar o sistema de videomonitoramento em todo o Estado em 2012”, disse Henrique Herkenhoff.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger