Governo do Espírito Santo nomeia 63 novos escrivães de Polícia Civil

O Governo do Espírito Santo publicou, nesta terça-feira (10), a nomeação de 63 escrivães, que faz parte do projeto de reestruturação da Polícia Civil.  A relação dos novos policiais foi publicada no Diário Oficial do Espírito Santo e   está disponível também no endereço eletrônico www.dio.es.gov.br. O salário inicial é de R$ 3.537,37.



O edital previa 60 vagas para o cargo, no entanto, o Governo do Estado nomeou todos os 123 candidatos aprovados nas seis etapas do concurso.  Há uma semana, os primeiros 60 colocados foram nomeados pelo governador Renato Casagrande. Os futuros escrivães disputam as vagas com 2.800 inscritos no concurso, representando quase 47 candidatos por vaga.



As nomeações dos 63 candidatos foi possível devido à ampliação do quadro organizacional da Polícia Civil, publicada nesta segunda-feira (09) no Diário Oficial do Espírito Santo. O projeto do aumento no número de vagas para os diversos cargos da corporação foi enviado pelo governador Renato Casagrande à Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales).



Após a nomeação, os candidatos terão o prazo de 30 dias para tomar posse. Para isso eles devem providenciar documentos pessoais, exames médicos e se submeterem à perícia médica do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Espírito Santo (IPAJM). O agendamento da perícia é feito por meio do telefone 0800 2836640.



Além dos exames médicos, o candidato deverá apresentar, no dia da perícia, a Guia de Inspeção Médica – GIM, que ele vai retirar na Central de Atendimento, localizada na Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger). Depois de analisar os exames do candidato, o médico do IPAJM emitirá um laudo comprovando sua aptidão. De posse do laudo e da cópia de todos os documentos, o candidato deverá comparecer à Subgerência de Ingresso, Movimentação e Frequência (Submif) para tomar posse do cargo.



Após a posse, os novos policiais passarão por um curso de formação, com duração aproximada de dois meses, na Academia de Polícia (Acadepol). De acordo com o diretor da Acadepol, Heli Schimittel, a previsão é que o curso de formação comece nasegunda semana de maio.



Para o chefe de Polícia, Joel Lyrio, os novos escrivães vão ajudar na recomposição do efetivo da Polícia Civil. “Vamos reforçar o atendimento nas delegacias”, disse Joel Lyrio.



Os investimentos na reestruturação do quadro de servidores das polícias fazem parte do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, do Governo do Espírito Santo.



 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger