Parabéns à Rotam, pelos três anos de existência na Polícia Militar capixaba


Os integrantes da Ronda Ostensiva Tática Motorizada (Rotam) da Polícia Militar do Espírito Santo estão de parabéns. Na segunda-feira (21/05), a Rotam completa três anos de atividade. Fundada em 14 de março de 2008, a tropa foi responsável pela prisão de 5.026 acusados de crime e pela apreensão de 817 armas de fogo e por mais de 500 quilos de drogas.

Para comemorar a data de aniversário, o Comando Geral da PM vai realizar uma solenidade na segunda-feira, às 18 horas, no Quartel do Comando Geral, em Maruípe, Vitória.

De acordo com o site da Polícia Militar, o comandante da Rotam, tenente coronel Laércio Oliveira, disse que “a identidade da tropa ainda está em construção, devido a tão pouco tempo de atuação”, mas que os resultados adquiridos com o patrulhamento motorizado são consideráveis.

“Nosso diferencial é que somos uma tropa específica para patrulhamento motorizado e atuamos basicamente com ação de abordagem. Diferente dos militares de demais unidades, que lidam diariamente com as demandas do 190, nossa tropa está focada para o patrulhamento em áreas de risco, com maior índice de criminalidade. Por isso, nosso foco é abordagem policial e o nosso objetivo nessas áreas é fazer com que esses índices diminuam, com o intuito de prevenir crimes”, informou o tenente coronel Laércio.

Ainda segundo o site da PM, desde 2009 as ações da Rotam também garantiram a apreensão de R$ 515.372,60 em espécie, além do cumprimento de 383 mandados de prisão.

Um levantamento realizado pela Rotam aponta que de 4.800 pessoas detidas, três mil tinham idade inferior a 24 anos. “Desse montante, mil tinham menos de 18 anos e 304 foram apreendidos mais de uma vez. Normalmente, o envolvimento desses adolescentes é com o tráfico de drogas e porte ilegal de armas”, explicou o comandante Laércio, segundo o site da PMES.

Para expandir os trabalhos operacionais da Rotam, já está previsto para este ano a entrega de mais 30 viaturas e 15 motocicletas que serão usadas para o patrulhamento tático. Os recursos serão disponibilizados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).

As viaturas, modelo Hilux 3.0, contarão com sistema de radiocomunicação digital, GPS e computadores de bordo com acesso online aos dados da Sesp, do Detran|ES e do Denatran.


Os policiais militares que desejam fazer parte da Rotam passam por uma entrevista, pois é preciso ser voluntário. Depois desta etapa, é aplicado um treinamento teórico e prático voltado para o policiamento tático motorizado, que dura em torno de 30 dias.

“Nossos militares precisam ter dedicação, comprometimento e profissionalismo para obtenção de resultados. E isso comprovamos com números”, ressaltou o comandante da Rotam, segundo o site da PMES.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger