Delegados e mais cinco policiais civis suspeitos de extorsão e tortura começam a responder a Processo Administrativo


Um ano e três meses depois da prisão da antiga cúpula da Divisão de Crimes contra o Patrimônio, a Polícia Civil decidiu abrir processo administrativo contra os delegados Márcio José Pedrosa Braga e Luiz Neves Paula Neto, o escrivão Marcos Marcelo Sartório Ernani e os investigadores Ilário Roger Nascimento Borges, Fábio Loureiro Malheiro, Davi da Silva Carvalho e Alex Sandro Serrano de Almeida.


O Conselho de Polícia Civil decidiu abrir PAD contra os sete policiais por entender que eles teriam cometido transgressões  disciplinares prevista(s) no artigo 192, inciso(s) VII, XIII, XXV, XXVII, XXIX, XXX, XXXVIII, XLI, XLVI, LXI, LXII, LXIII, LXXIII e LXXXI c/c artigo 3º, incisos I, II, IV, V, VII, VIII, IX, X, XI e XIII da Lei Complementar nº 3.400/81.

Eles foram presos em maio do ano passado pela acusação de extorsão. Posteriormente, foram acusados também pelo Ministério Público Estadual de tortura a suspeitos de crimes, além da prática de mais extorsão. Foram soltos por ordem judicial e respondem a processos em liberdade.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger