A homenagem do chefe de Polícia Civil aos novos delegados: “Os sinos devem dobrar também por vocês”

A solenidade que marcou a formatura dos novos 89 delegados de Polícia Civil do Espírito Santo foi marcada por uma forte emoção e justas homenagens. A cerimônia, presidida pelo governador Renato Casagrande, foi realizada terça-feira (11/09), no Palácio Anchieta, onde compareceram os novos profissionais, dirigentes de classe, políticos e, sobretudo, os familiares dos delegados.
  
Para o chefe de Polícia Civil, delegado Joel Lyrio Júnior, uma nova página de segurança pública no Espírito Santo está sendo escrita. Ele foi um dos que homenagearam os novos delegados:

“Esta  é uma realidade incontestável do que nós tínhamos, nós temos e para onde estamos caminhando. Este é um dia de grande agradecimento pelos investimentos que foram anunciados e concretizados pelo Governo do Estado” enfatizou Joel Lyrio.

E em referência ao livro “Por quem os sinos se dobram“, escrito por Ernest Hemingway, ele ressaltou a importância dos novos integrantes da família Polícia Civil.

“Os sinos devem dobrar por aqueles mais humildes, pelas mulheres feridas e vítimas de violência, por aquela  pessoa oprimida que procura uma delegacia. Os sinos devem dobrar para que a gente possa cumprir a justiça, pelas famílias do Espírito Santo  e por vocês formandos”, frisou Joel Lyrio.


Em seu discurso para os novos delegados, o diretor da Academia de Polícia (Acadepol), delegado Heli Schimittel, falou das peculiaridades e dos desafios inerentes à atividade policial e também da missão dos delegados em defender de forma intransigente as normas penais.

“Vocês serão heróis anônimos que socorrerão vitimas de injustas agressões. A entrada de vocês é um catalizador do ideal de recomposição e ampliação do efetivo da Polícia Civil”, conclui Heli Shimittel.

A primeira colocação no curso de formação foi inesperada para a delegada Juliana Cristina de Oliveira. Ela, que já exercia a função em Minas Gerais, promete manter a mesma linha dura atuando no Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vila Velha.

“A aplicação da lei será com rigor assim como deve ser feita” ressaltou Juliana.

Para o delegado Ricardo Almeida, que obteve o segundo lugar no curso de formação, a expectativa é grande para assumir as atividades da Delegacia de Crimes contra a Vida (DCCV) de Vila Velha.

“Ser delegado para mim é um sonho desde a infância. Me preparei muito para este momento. Espero contribuir para a redução da criminalidade no Estado”, declarou Ricardo.

O orador da turma, delegado Érico de Almeida Mangaravite, relembrou aos colegas a importância de manter em mente os ideais de cada um.

“Não podemos esquecer os nossos ideais. Sejamos parte da construção de uma Polícia Civil cada vez mais republicana e que ao fim da nossa caminhada venha a vitória”, declarou Érico.

Para a também mineira Natália Tenório, de Nanuque, os delegados recém formados precisam contar com a ajuda de toda a sociedade civil para combater, principalmente, o tráfico e o consumo de crack e de outras drogas:

“O tema droga é o maior causador de mortes no Espírito Santo. Precisamos combater esse mal. Mas somente com o apoio de toda a população a polícia tem condições de continuar desempenhado bem o seu papel”, afirmou Natália Tenório.

Para o o também delegado recém formado, Ricardo Almeida, o estágio supervisionado foi o ponto alto do curso de formação.  “Nos momentos que conhecemos as realidades das diversas delegacias  pudemos aliar a teoria com a atividade policial”, avaliou Ricardo.


Governador anuncia Delegacias 24 Horas em pólos regionais



Na cerimônia de formatura dos novos delegados, o governador Renato Casagrande anunciou a implantação de 10 delegacias com plantões regionais fora da Grande Vitória que atuarão em regime de 24 horas, todos os dias da semana, inclusive feriados.


Casagrande lembrou que a recomposição de efetivo é um dos pilares do Programa Estado Presente Em Defesa da Vida.

“Pela primeira vez o Espírito Santo conta com um programa concreto e estruturado de redução da violência, já em execução, com pilares fortes como os investimentos em infraestrutura e tecnologia, na ampliação dos quadros de pessoal e os esforços concentrados para fortalecer a área social. O mais importante é continuarmos a pavimentar essa estrada rumo à redução dos nossos índices de criminalidade, e todos nós temos que nos empenhar, porque mesmo que não possamos prever alguns delitos, devemos trabalhar para acabar com a impunidade, um dos grandes males da atualidade”, disse o governador.

Casagrande também afirmou que não haverá mais retrocesso nos esforços do governo capixaba para a redução da criminalidade e que, a partir de agora, com os novos delegados formados, as Delegacias 24 Horas são uma realidade.

“Já nomeamos um grande número de policiais militares e civis em 2011, investimos mais de R$ 70 milhões em segurança pública e, hoje, trabalhamos com metas, números e objetivos claros para fazer do nosso Estado um lugar mais justo e humano para todos os capixabas, para continuarmos a fazer mais para quem mais precisa”, destacou.

A partir da formatura dos novos delegados, a Polícia Civil implanta os plantões regionais no interior do Estado. Dez municípios receberão as unidades policiais que funcionarão durante 24 horas. (Esta informação já havia sido divulgada, com exclusividade, por este Blog em 27 de outubro de 2011).

Os plantões funcionarão em Linhares, Aracruz, Venda Nova do Imigrante, São Mateus, Barra de São Francisco, Guarapari, Cachoeiro de Itapemirim, Alegre, Marataízes e Colatina.

Para o chefe de Polícia, delegado Joel Lyrio, a formatura dos novos delegados representa o início do processo de regionalização dos plantões, principalmente no interior do Estado, utilizando os melhores recursos atuais de polícia judiciária. Dos 89 delegados, 52 foram localizados para trabalhar nas unidades policiais do interior.

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Henrique Herkenhoff, informou que não se trata apenas de 89 novos delegados, o que corresponde a um reforço de 50% do efetivo da Polícia Civil.

“São investimentos sistemáticos para permitir que os policiais possam prestar o seu trabalho da melhor maneira, fazendo grandes avanços na prestação dos serviços de segurança. A partir do aumento de efetivo, está sendo possível concretizar um passo importantíssimo  da gestão deste governo que é inaugurar  a interiorização dos plantões de delegacia no interior do Estado”, informou o secretário.

Henrique Herkenhoff adiantou que entre os benefícios dos plantões regionais está a possibilidade da investigação ser mais rápida, profunda e imediata e, ainda, melhorar funcionamento da Polícia Militar e da Polícia Civil.

“Todas as microrregiões estão sendo contempladas com plantões 24 horas. A criação dos plantões vai significar um aperfeiçoamento e melhoria do trabalho da Polícia Civil e também para a Polícia Militar que terá o seu serviço beneficiado, já que as viaturas não precisarão mais se deslocar por longas distancias até uma delegacia, sendo assim liberadas mais rapidamente e podendo retornar e proteger a população”,  concluiu.

Durante quatro meses, os novos delegados participaram do curso de formação que teve início no dia 2 de maio e terminou no último dia 03 de setembro.  A capacitação envolveu 39 disciplinas com carga horária total de 586 horas.

O edital para o concurso público para 39 vagas para delegado foi publicado em outubro de 2010. Quase oito mil pessoas se inscreveram. Os candidatos passaram por um processo seletivo que englobou provas objetivas, teste médico, físico e psicológico, além de avaliação de títulos, investigação social e criminal.

Com o objetivo de reestruturar o efetivo da Polícia Civil, em abril, o governo do Estado nomeou todos os delegados aprovados nas etapas do concurso, totalizando 105 nomeações. Desses, 89 concluíram o curso de formação.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger