Sindicância da Casa Militar inocenta major e conclui que oficial pilotou aeronave particular nas horas de folga

Sindicância realizada pela Secretaria da Casa Militar para apurar notícia publicada neste Blog a respeito de um major-piloto estaria realizando “bico” em aeronove particular mesmo nos dias em que estaria escalado para trabalhar no Notaer, concluiu que o oficial não cometeu nenhuma irregularidade. A sindicância, entretanto, confirmou que o major teria, de fato, pilotado um avião de um empresário – que seria seu amigo –, mas nas horas de folga.


Em reportagem publicada no dia 26 de julho deste ano, o Blog do Elimar Côrtes informou que o major – o nome dele não foi divulgado por este Blog – prestou seus serviços de piloto conduzindo o ex-governador Paulo Hartung até Santa Teresa.

De acordo com a informação, no dia 30 de março deste ano Paulo Hartung utilizou-se da aeronave de matrícula PR-RJH, de propriedade do empresário Marcos Rogério Pegoretti, dono da empresa Columbia Tecnologia Ltda., para ser transportado ao município de Santa Tereza, onde possuía compromisso de natureza particular.

O piloto que conduziu o ex-governador foi o major, mesmo piloto que atendeu Hartung durante os dois mandatos enquanto piloto da Casa Militar.

De acordo com as investigações extraoficiais, o major teria uma relação contratual com o empresário Marcos Rogério, permanecendo à disposição do mesmo todas as sextas, sábados e domingos.

De acordo com o Aditamento Reservado ao Boletim Geral da Polícia Militar (BGPM) nº 035 de 6 de setembro de 2012, ao qual o Blog do Elimar Côrtes teve acesso com exclusividade, a sindicância concluiu que em 30 de março de 2012, conforme cópia do diário de bordo da PR RJH, fl. 280, a aeronave foi
pilotada pelo major (o Blog continua não informando o nome do oficial, principalmente agora depois que ele foi inocentado pela Corregedoria). Porém, segundo a sindicância, no dia anterior, em 29 de março, trabalhou em regime de pronto emprego operacional (voo policial) pilotando a aeronave PP EMH, fls. 73 e 269, e portanto, na data de 30 de março estava no gozo da sua folga, conforme é a praxe no NOTAer.

Do acima exposto, concluiu a sindicância “que os voos citados na reportagem do Sr Elimar Côrtes” na
aeronave PR RJH, foram feitos durante os descontos em férias ou na folga do major, portanto, não há conflito entre os referidos voos e o serviço no NOTAer. Também não se confirmou a afirmação de que o major permanece à disposição do empresário Marcos Rogério Pegoretti todas as sextas, sábados e domingos.”

Do que foi apurado, portanto, “o encarregado da Sindicância concluiu não haver indícios na conduta do major de transgressão da disciplina ou de infração penal, opinando pelo arquivamento dos autos.”
     
Diante do que apurou o encarregado da sindicância, a corregedoria decidiu:

1)  Concordar com o parecer do Encarregado da Sindicância, adotando sua fundamentação para a
presente Solução, pelos motivos acima expostos;

2)  Encaminhar os autos da presente Sindicância ao Ministério Público Estadual, na forma estabelecida pelo Decreto nº 120-R de 30/05/2000, do Governo do Estado;

3)  Remeter cópia da presente Solução ao Senhor Comandante Geral da Polícia Militar para publica-
ção em Boletim Reservado;

4)  Extrair cópia dos autos para arquivo e futuras consultas.

Quem assina pela Corregedoria, como secretário, para concordar com o resultado da sindicância é o coronel Ruy Guedes Barbosa Júnior, diretor de Inteligência da PM.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger