Governo publica elogio para delegado e policiais que elucidaram assassinato de dançarina

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Henrique Herkenhoff, e o chefe de Polícia Civil, delegado Joel Lyrio Júnior, fizeram justiça, esta semana, ao publicar elogios aos profissionais da Delegacia de Homicídios e Proteção às Mulheres (DHPM), pelo trabalho desenvolvido que culminou na elucidação rápida e eficiente do assassinato da dançarina Alini Gama de Oliveira.

A moça foi brutalmente assassinada por causa de inveja causada em outra dançarina. O assassino e os mandantes do crime estão na cadeia graças às investigações da DHPM.

No Diário Oficial desta quinta-feira (25/10) foi publicado elogio, assinado pelo secretário Henrique Herkenhoff, para o chefe da DHPM, delegado Adroaldo Lopes  Rodrigues, “por sua atuação  de forma rápida e eficaz, na investigação em  conjunto com a equipe de policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção às Mulheres para apuração  do homicídio da dançarina Alini Gama de Oliveira, fato ocorrido no município de Cariacica, desvendando  a autoria, materialidade e modus operandi empregado pelo criminoso”, diz o secretário, que completa:

“Com base nos indícios coletados foram empreendidas novas diligências a fim de identificar e efetuar as prisões preventivas de novos criminosos, evidenciando  conduta policial digna, demonstrando  competência, empenho  e dedicação”.

Na terça-feira (23/10), o chefe de Polícia, Joel Lyrio, já havia publicado no Diário Oficial do Estado elogio aos policiais civis: Igor de Oliveira Carneiro, Silvio José Teles Mussumeci Junior, Edimar Rodrigues Maria, Paulo Antonio  Brandão Patrocínio,  Denilson Ramos dos Santos, Sylas Mendes de Oliveira, João Francisco  Arleu Neto, Raphael Calife Damião e Sergio  Simões da Silva.

Joel Lyrio considerou no elogio que os “valorosos policiais civis, envolvidos nas investigações, imprimiram um processo investigatório, com uma análise de causas e efeitos da vitimologia, por se tratar de crime de alta complexidade”. Citou também que “no decorrer das apurações chegou-se à prisão do autor do  homicídio  Deivid Correa de Souza, desvendando-se a autoria, materialidade e modus operandi empregado pelo  criminoso”.

Para o chefe de Polícia Civil, “considerando que com  base nos indícios coletados, os policiais da referida Delegacia, empreenderam novas diligências a fim de identificar novos autores do crime, oportunidade na qual efetuaram a prisão de Adayane Matias de Aguiar e Juliemerson Bastos, por força de
mandado de prisão preventiva”, decidiu formular o elogio.

Ao final do elogio, Joel Lyrio Júnior afirma que os policiais civis demonstraram “trabalho de equipe, profissionalismo e conduta policial, digna de voto de elogio.”

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger