Espírito Santo ganha primeira empresa de blindagem de veículos

Acaba de chegar ao mercado a primeira empresa de blindagem de veículos do  Espírito Santo. A Maxi Blindagem, com sede na avenida Leitão da Silva, 1.311, em Gurigica, Vitória, abre as portas nesta terça-feira (11/12), quando apresentará sua filosofia de trabalho a empresários, operadores da segurança pública e do Direito e a sociedade em geral.

Por trás da empresa estão os empresários Reginaldo Marba Júnior, que é do Espírito Santo, e  Delfim Augusto de Faria Neto, de São Paulo. Falar no que levou esses dois jovens empresários a investir no mercado de blindagem de veículos no Espírito Santo é cair no lugar comum.

Aqui se registram os maiores índices de assassinatos do País e a onda de violência aumentou ainda mais no último final de semana, quando mais de 20 pessoas foram assassinadas. Este ano também subiu o número de latrocínio (roubo seguido de morte).

“Vitória já não é mais uma pacata cidade e o Espírito Santo tem uma das mais altas taxas de violência do País. O crescimento social e econômico, infelizmente, vai de encontro com a violência urbana a que estamos sujeitos diariamente e, nesse sentido, segurança é item essencial”, resume o empresário Reginaldo Júnior, em entrevista ao Blog do Elimar Côrtes.

Blog do Elimar Côrtes – Como foi a ideia de criar a empresa em Vitória?
Reginaldo Júnior – As notícias diárias da falta de segurança no Estado, aliadas ao medo de que o perigo nos atinja ou acabe prejudicando alguém bem próximo a nós, foram o ponto de partida para criarmos a Maxi Blindagem. A partir daí, buscando informações e estudando o mercado, descobrimos que, em Vitória, não existia nenhuma empresa de blindagem automotiva e que grande parcela da população precisava buscar, em outros Estados a segurança que aqui não era oferecida. Assim surgiu a ideia de criar a Maxi Blindagem que hoje é uma realidade para todo o Espírito Santo.


– Qual a vantagem para o consumidor ter uma empresa de blindagem atuando no Estado?
– A principal vantagem é ter o serviço de blindagem bem próximo. Uma empresa capacitada para oferecer segurança e credibilidade aos nossos clientes. Além disso, eu destacaria a facilidade na manutenção do veículo com quatro anos de garantia.

– Antes, como o cliente capixaba tinha que fazer para blindar seu veículo?
– Antes da Maxi Blindagem, o cliente capixaba precisava procurar uma empresa em outros Estados (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, por exemplo) e custeava todo o processo de envio e devolução do veículo. Além disso, em casos de manutenção esse custeio também ficava a cargo do cliente. Com a Maxi Blindagem isso ficou mais fácil e ágil, a empresa se responsabiliza por tudo.

– Por que investir no ramo da blindagem no Espírito Santo?
– Vitória já não é mais uma pacata cidade e o Espírito Santo tem uma das mais altas taxas de violência do País. O crescimento social e econômico, infelizmente, vai de encontro com a violência urbana a que estamos sujeitos diariamente e, nesse sentido, segurança é item essencial.
Assaltos, roubos, sequestros relâmpagos e até morte, um veículo blindado proporciona a segurança que você e toda a família sempre sonharam.

– Qual o perfil do cliente da empresa?
– Há alguns anos podíamos até falar em perfil de cliente. Hoje, o que existe é o medo, a insegurança ou o desejo de proteção. O desejo de guardar o bem mais precioso que temos, a nossa vida, a vida dos nossos familiares, é bem maior. Dessa forma, o nosso cliente é aquele que não mede esforços para garantir a segurança, a vida!

– O preço da blindagem varia de quanto a quanto?
– O preço de uma blindagem varia entre R$ 39 mil e R$ 59 mil. O que influencia no valor é o modelo do veículo.

– É possível blindar apenas parte de um carro?
– É possível, entretanto, não é legal. O Exército Brasileiro não reconhece a blindagem parcial. Ou seja, a blindagem parcial no Brasil é proibida.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger