Vigilante e mais três bandidos são denunciados pelo Ministério Público Federal por assalto à Caixa Econômica em Cariacica


O Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) denunciou quatro pessoas envolvidas no roubo à agência da Caixa Econômica Federal de Jardim América, Cariacica, em abril do ano passado. Na ocasião, os bandidos levaram mais de R$ 320 mil dos cofres da agência, mediante a ameaças de morte e agressões aos reféns – funcionários e clientes do banco.

Entre os denunciados está o vigilante Mauro Silva de Almeida, que, na época, era responsável pela guarda das chaves do estabelecimento – e também de outras agências da Caixa no Estado.

Segundo as apurações da Polícia Federal, foi Mauro quem forneceu condições materiais para a consumação do roubo aos demais participantes do assalto, dando ao grupo a cópia da chave da porta auxiliar da agência destinada a pessoas portadoras de marca-passo e cadeirantes.

Cruzamentos de ligações telefônicas também mostraram a ligação de Mauro com os demais bandidos que participaram do assalto, principalmente com André Luiz Assunção Marciel – morto numa troca de tiros durante tentativa de assalto a uma agência do Banco do Brasil em Itaparica, Vila Velha, menos de um mês após o roubo à Caixa.

As investigações ainda mostraram a existência de vínculo de amizade pessoal entre Mauro e Itamar Martins Falcão, bandido preso em Rondônia, no fim do ano passado, que figurou recentemente na lista dos 10 criminosos mais procurados do Espírito Santo.

Além de Mauro, foram denunciados Samuel Júnior Mariano Neves, o Samuel Rato; Cosme Batista dos Santos (que utilizava os nomes falsos Luiz Carlos Alvarenga da Silva e Adalto Lopes); e Maurício de Jesus Camargo. Samuel e Cosme estão presos no Centro de Detenção Provisória de Viana e Maurício, foragido.

De acordo com a denúncia, Cosme Batista dos Santos já tem processos por conta de outros roubos cometidos no Espírito Santo, inclusive de ter participado da tentativa de assalto à agência do Banco do Brasil em Itaparica, Vila Velha, em que André Luiz Assunção Marciel foi morto durante troca de tiros.

Já Samuel Júnior Mariano Neves é réu em duas ações penais relativos a homicídio – em uma delas, condenado a 29 anos de reclusão.

Maurício de Jesus Camargo já está condenado em pelo menos seis processos referentes a homicídio, roubos e tráfico de drogas. Foragido, ele é um dos bandidos mais procurados do Espírito Santo atualmente.

Na denúncia, o Ministério Público Federal no Espírito Santo pede a condenação dos denunciados por roubo, com agravante de a violência ou ameaça ter sido exercida com emprego de arma e com concurso de duas ou mais pessoas, com penas cumulativas.

Fonte: Assessoria de Imprensa do MPF/ES.



 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger