Comandante da PM reconhece que policiais trabalham muito, mas têm pouco reconhecimento

O comandante geral da Polícia Militar do Espírito Santo, coronel Ronalt Willian, saudou nesta sexta-feira os novos 112 soldados da corporação. Ressaltou a importância dos militares no combate à criminalidade e reconheceu que o policial precisa provar sempre que é um profissional competente:


"Tenho certeza que nossos policiais militares trabalham e trabalham muito, mas infelizmente têm pouco reconhecimento”, afirmou o comandante da PMES, que agradeceu a presença do governador Renato Casagrande na solenidade de formatura dos novos policiais:

“Sua presença (governador) aqui é um marco histórico na segurança pública de nosso Estado. É importante que o senhor, como comandante-em-chefe da Polícia Militar, venha nos trazer uma moção de apoio”.

O comandante da PM também dirigiu-se ao novo secretário de Estado da Segurança Pública, André Garcia, que assumiu o cargo há uma semana no lugar de Henrique Herkenhoiff. Garantiu que Garcia pode considerar a PM como uma extensão de seu gabinete a Polícia Militar.

Antes de dirigir-se aos 112 novos soldados, o coronel Ronalt Willian “quebrou o protocolo”, ao chamar para próximo de si a comandante do 4º Batalhão da PM, tenente-coronel Sônia Grobério, para simbolizar a homenagem do Comando Geral às mulheres militares no Dia Internacional da Mulher. Ronalt Willian deu um buquê de flores para a tenente-coronel Sônia.

Aos novos soldados, o comandante geral da PM lembrou do dia 25 de janeiro deste ano, quando ele compareceu ao Centro de Formação e Aperfeiçoamento da PM, em Cariacica, para se reunir com os militares e avisar que o ato de formatura dos então alunos-soldados não seria realizado naquela data.

O coronel Ronalt Willian reconhece que a formatura não ocorreu naquela oportunidade por uma falha administrativa. Porém, recordou, no discurso desta sexta-feira, que cumpriu sua palavra:

“Naquele dia, fiz um compromisso com cada um de vocês e com cada familiar de vocês. Empenhei minha palavra com o respaldo do governador de que a formatura iria acontecer em breve. Apesar do problema, nenhum de vocês terá prejuízo. Hoje, este ato comprova que cumpri minha palavra”, garantiu Ronalt Willian.

Ele também agradeceu aos comandantes de batalhões e citou que “vivemos numa guerra diferente, mas que é real”. Por fim, o comandante geral da PM reforçou:

“Vocês são os verdadeiros protagonistas da história da segurança pública que acaba neste momento de ter uma mudança cultural”.

O coronel Willian referiu-se em seu anúncio – já publicado neste blog, em postagem anterior – de que, a partir de segunda-feira, os novos 112 soldados estarão ocupando 16 bairros da Grande Vitória onde se registram os maiores índices de crimes contra o patrimônio.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger