Governador começa a analisar relatório da intervenção no Hospital da Polícia Militar do Espírito Santo

Chegará às mãos do governador Renato Casagrande ainda esta semana o relatório final dos oficiais responsáveis pela intervenção na Diretoria de Saúde (DS) da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo, que foram colocados lá com um único propósito: dar sinal verde ao governo do Estado para repassar ao Hospital da Polícia Militar (HPM) para a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Casagrande, entretanto, vai ter uma surpresa. E agradável.

O HPM, vai informar o coordenador da intervenção, coronel Marcos Celante – que é o corregedor geral da PMES –, tem saúde suficiente para continuar andando com suas próprias pernas – ou melhor, da corporação. Logo, tem todas condições de continuar sendo administrado  por quem de direito e de fato: a Polícia Militar. Foi com dinheiro de praças e oficiais – descontados em seus salários – que o HPM foi construído.

Na semana que passou, o relatório foi apresentando ao secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, André Garcia. Antes de ir ao governador Renato Casagrande, o trabalho do coronel Celante será apresentado aos coronéis que integram o Alto Comando da Polícia Militar, numa reunião que deve acontecer nesta segunda-feira (10/06).

O governador determinou intervenção na Diretoria de Saúde depois de tomar conhecimento que no HPM – uma das unidades da DS – parte dos profissionais médicos acumula funções em outros hospitais, clínicas e consultórios particulares. O decreto, assinado pelo governador Renato Casagrande, foi publicado no Diário Oficial de 25 de fevereiro deste ano.

Se depender do relatório do Marcos coronel Celante, o governador não vai transferir o HPM para a Sesa, o que faz muito bem. Mudanças, no entanto, vão acontecer. O relatório vai sugerir que a Diretoria de Saúde passe a ser comandada por um coronel do Quadro de Oficiais Combatentes (QOC) – e não do QO de Saúde. Quem conhece de organização, administração e disciplina militar, entende o motivo. Assim, o HPM, que é um das células da DS, passaria a ser administrado também por oficiais QOC.

Depois de três meses de intervenção, o relatório a ser apresentado a Renato Casagrande vai dizer que o HPM precisa, sobretudo, de um choque de disciplina administrativa. Por isso, a necessidade de, neste momento, a Diretoria de Saúde – e, por conseguinte, todas as demais unidades da DS –, ser comandada por oficiais do QOC.

Os oficiais QOC têm vasta experiência em administração, são conhecedores de leis: estudam, diariamente, todas legislações no âmbito do Direito Criminal, Cível, Tributário e se especializam na parte contábil. Além, é claro, de saber impor a ordem.

O HPM, de fato, não pode fechar. Durante os últimos três meses, diversas foram as mensagens recebidas por este Blog em favor do HPM e de seus servidores – médicos-oficiais, praças e demais funcionários. O Blog deixou de publicar as mensagens para evitar que elas pudessem causa algum tipo de constrangimento aos interventores.

Em tempo: sempre que precisa de cuidados médicos, o governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), vai ao Hospital da Polícia Militar Fluminense. Por aqui, nossa classe política vai de jatinho particular (com vôos pagos, geralmente, pelos cofres públicos) para o Hospital Albert Einstein ou Sírio Libanês, em São Paulo, dois dos mais caros do Planeta.

Se bem que, no governo Albuíno Azeredo, um de seus secretários de Segurança, Nício Lacorte, ficou vários meses internado no HPM, onde despachava normalmente como secretário enquanto se recuperava. Ele havia sofrido um acidente automobilístico, no Rio de Janeiro, quando voltava para Vitória. Vinha de carro particular do Rio Grande do Sul, com sua esposa, que morreu no acidente.

Demonstrou exemplo de dignidade e confiança no HPM. O homem era delegado federal. Sua história de vida é até bonita e romântica: viúvo, por força do destino, Nício Lacort acabou se casando de novo com a enfermeira que cuidou dele no HPM.

Abaixo, algumas mensagens em favor do HPM:


"Hoje queria agradecer de forma muito carinhosa a toda Equipe da Pediatria pelo carinho e atenção que tive no atendimento da minha filha Maria Vitória. Sábado ela começou a passar mal e rapidamente precisei de socorro. Como aqui em Vitória estamos sem opção de Hospitais da rede privada para atender nossos filhos, recorri ao HPM. Apesar de não ter pronto atendimento infantil, a médica da enfermaria me atendeu com atenção e zelo. Minha filha precisou ser internada e, apesar de ter plano de saúde, preferi ficar no HPM, pois sei que o atendimento ali seria melhor que muitos da rede privada. Fui muito bem atendida!!! A equipe é maravilhosa e merece ser reconhecida !!! Obrigada Pediatria do HPM!
A Maria Vitória também agradece."


"Pedi a vários meios de Comunicação, para divulgarem nossa festa de Natal 2012, que foi realizada em uma casa de passagem em Itapoã (Vila Velha), onde crianças foram presenteadas com roupas, brinquedos e com nosso carinho. E advinhe? Quando o HPM faz a coisa certa não vende jornal....ninguém apareceu....bjs para todos os nossos amigos que honram e tem orgulho do HPM ES."

"Queridos amigos do grupo HPM só para esclarecer, o hospital não está "interditado" e sim sob"intervenção" da corregedoria da PMES, isso porque querem investigar se o serviço ali prestado é de qualidade para a população e se os funcionarios que nele trabalham são "fantasmas ", como a mídia divulgou.
Com certeza a Corregedoria achará a verdade!!!"

"É COM MUITA SATISFAÇÃO QUE EU FALO DO HOSPITAL HPM. SE NÃO FOSSE O MESMO ABRIR AS PORTAS PARA AJUDAR A MINHA MÃE E MINHA IRMÃ, EU NÃO SEI O QUE SERIA DELAS ,POIS ELE ACOLHEU COM TODA EFICIÊNCIA, ESTRUTURA E MÉDICOS QUALIFICADOS E UMA EQUIPE DE PROFISSIONAIS EXCELENTE. SENDO ASSIM, SERÁ UMA PERDA INCALCULÁVEL SE O FECHAMENTO DO MESMO ACONTECER. VAMOS FAZER O QUE FOR NECESSÁRIO PARA MANTER ESTE HOSPITAL DE REFERÊNCIA ABERTO AJUDANDO A QUEM PRECISA."

"Hospital HPM É UM MODELO PARA VÁRIOS HOSPITAIS, TIVE O PRAZER DE TER MINHA VÓ E MINHA MÃE ATENDIDA PELOS EXCELENTES PROFISSIONAIS QUE LÁ TRABALHAM, PROFISSIONAIS EDUCADOS, CLAROS NOS SEUS DIAGNÓSTICOS , EFICIENTES E SUA ORGANIZAÇÃO COMO UM TODO EXCELENTE. O GOVERNO DO ESTADO DEVE AVALIAR A SITUAÇÃO COM VISÃO DE AJUDAR O HOSPITAL HPM A FAZER MELHORIAS NECESSÁRIAS PRA QUE O HOSPITAL POSSA SER AMPLIADA,O FECHAMENTO DO HOSPITAL HPM SERÁ UMA PERCA IRREVERSÍVEL."

"O HPM é um excelente hospital e conta com ótimos profissionais, altamente capacitados. É um absurdo pretender fechar esse centro que funciona como poucos no ES. Num momento tão delicado como o que a saúde pública enfrenta atualmente, fechar o HPM seria um golpe duro na população já tão humilhada e sofrida por conta das péssimas condições da grande maioria dos hospitais públicos. Quem um dia na vida já se valeu dos serviços do HPM sabe da qualidade daquele hospital."


"Tenho muıto a agradecer ao atendımento do hospital,minha filha fez duas cirurgias e esta aguardando a terceira..sempre que precisei tive um otimo atendimento,estou revoltada por tudo que a midia esta divulgando...como eu toda minha familia esta revoltada,pq sempre que precisamos o hospital nos atendeu..se fosse escrever o nome de todas as pessoas que conheço que esse hospital ajudou nao daria nessa pagina..muıto revoltada com tudo ısso..."


"Oi meu nome e e ivanete, quero agradecer em meu nome e em nome de minha filha maria eduarda hoje com 8 anos e com saude gracas a Deus e em nome de tds os os pacientes que necessitam dos serviços do hpm o atendimento e nota dez. minha filha foi muito bem acolhida pelos medicos e enfermeiros. ela estava com infecçāo urinaria, depois de ir de hospital a hospital passar por muito sofrimento, cosegui um bom atendimento. ela ficou por 7 dias e ja havia varias consultas e exames. obrigado."

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger