Oficiais da Polícia Militar publicam nota de repúdio contra ataques a profissionais da segurança pública em redes sociais

A Associação dos Oficiais Militares do Espírito Santo (Assomes) publicou nota de repúdio contra alguns seguimentos classistas que vêm tentando denegri a imagem de oficiais da Polícia Militar pelas redes sociais. São pessoas que atacam os oficiais por se sentirem incomodadas pelo trabalho da Polícia Militar, que todos os dias, desde o mês de junho, vem garantindo o direito das pessoas de se manifestarem pacífica e livremente pelas ruas da Grande Vitória.


Normalmente, os ataques à honra dos oficiais vêm sendo realizadas por pessoas que tentam desestabilizar os verdadeiros movimentos sociais, pregando e defendendo as ações de vândalos e marginais pelas ruas da cidade, com depredações e saques a prédios públicos e privados.

Os vândalos, que se diferem nitidamente dos verdadeiros manifestantes que vão às reivindicar melhorias nos serviços públicos do País, praticam assaltos e outros crimes na Grande Vitória. São esses marginais que a Polícia Militar, por meio de seus oficiais e praças, está combatendo. Os cidadãos de bem, que vão para as ruas promover manifestações pacíficas, ordeiras e democráticas, têm seu direito de ir e vir garantido pela PMES.



Nota de repúdio

"A Associação dos Oficiais Militares do Espírito Santo (Assomes), na qualidade de representante dos interesses dos oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, vem a público repudiar determinadas manifestações, externadas por meio de redes sociais, cujo cunho ofensivo à imagem e a conduta profissional estão atingindo seus representados.

Ressaltamos que a despeito de toda a crise política que a Nação atravessa, incluindo o Espírito Santo, a Polícia Militar – comandada por seus oficiais –, tem pautado sua atuação dentro dos preceitos do Estado Democrático de Direito, trabalhando de forma ininterrupta para manter a ordem e a tranquilidade pública.

O direito de qualquer cidadão, seguindo os canais legais, de representar contra eventuais excessos cometidos por policiais militares, não permite que a honorabilidade profissional e pessoal de oficiais militares seja criminosamente maculada, com sérios gravames a direitos fundamentais e de personalidade garantidos por lei.

Todas as manifestações de cunho criminoso veiculadas em redes sociais, inclusive as oriundas de integrantes de determinados segmentos representativos de classe, já estão sendo objeto de 'notitia criminis', sem prejuízo das ações cíveis para justa indenização, em razão do dano moral decorrente.

Por fim, a despeito de postagens dirigidas a policiais militares, que incitam à violência e até mesmo o ataque à incolumidade física e psicológica dos profissionais de segurança pública – as quais terão o tratamento previsto em lei, no próximo dia 11/07 os oficiais militares do Espírito Santo  estarão mais uma vez nas ruas comandando o policiamento, permitindo assim que a maioria da população ordeira vá às ruas reivindicar seus lídimos direitos."

Tenente-coronel José Augusto Píccoli de Almeida, diretoria Assomes.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger