Presidente da Câmara Municipal de Nova Venécia, Luciano Márcio vai abrir CPI para investigar sumiço de material que iria para construção de escola e creche

Soldado da reserva remunerada da Polícia Militar do Espírito Santo, Luciano Márcio está demonstrando à frente da Presidência da Câmara Municipal de Nova Venécia a experiência adquirida em seus tempos de caserna, que é a de seguir a ética, moralidade e obediência às leis. Luciano Márcio, que é vereador pelo PSB, fez um duro discurso na sessão de terça-feira (16/07), informando que vai abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar possíveis irregularidades nas obras de construção da Escola Municipal Rural de Água Limpa (EMCOR) e também na Creche do Bairro Aeroporto.


O pedido de instauração da CPI vai ao encontro de um Protocolo (número 401566) de 7 de março de 2013, feito na Prefeitura de Nova Venécia pela secretária de Educação do Município, Gleyciária Bergamin, que em seu anexo constam diversos materiais comprados pela administração municipal no Pregão Presencial número 082/2012 e 114/2012 na modalidade Registro de Preço  e que não chegaram a seu destino. As irregularidades teriam ocorrido na administração passada.

Ainda segundo o documento, o material desapareceu provavelmente no percurso entre a Prefeitura e as obras a serem executadas. Na lista da EMCOR constam 4 mil unidades de blocos de cimento; 15 mil tijolos; e 780 sacos de cimento. Já na creche do Aeroporto, que sequer começou a ser erguida, constam 30 mil lajotas e sacos de cimento que ainda não foram computados em números reais.

“A população não pode pagar duas vezes pelo mesmo projeto. Por isso, peço a todos os vereadores que assinem a CPI e que os membros dela sejam rigorosos nas apurações, pois contam com o poder de Polícia Judiciária”, revelou o presidente da Câmara Municipal Veneciana, Luciano Márcio.

"A nossa atitude de deixar as coisas em ‘pratos limpos’ tem deixado muitas pessoas preocupadas, porque possivelmente devem alguma coisa", pontuou o parlamentar.

Luciano Márcio ainda pediu a população que começou a se manifestar contra desmandos, que volte a colocar a "cara na rua", pois ainda há muita coisa a ser respondida como por exemplo, quem levou o material até a obra?

“Alguns administradores passam por seus cargos e, acreditando na impunidade, deixam o problema com a população. Já dissemos aqui desde o primeiro dia: não vamos tolerar esse tipo de política e sempre iremos combater esse mal que assola o País: a corrupção”, garantiu Luciano Márcio.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger