Capitão Gobetti, que morreu em acidente quando ia para o trabalho, recebe promoção “post mortem” e vira major

Dois anos e quatro meses depois de morrer em um acidente envolvendo uma viatura do Batalhão da Polícia Ambiental, o capitão Washington Luiz Gobetti, 41, acaba de ser promovido a major. A promoção “post mortem” foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (16/10) e é retroativa ao dia do acidente, que matou também outras quatro pessoas,  no quilômetro 233 da BR-101 Norte, em Fundão.

Gobetti ia para Colatina, onde comandava a Companhia Ambiental da Polícia Militar. Outros quatro veículos se envolveram no acidente, que teria sido provocado por um caminhão. Gobetti era um militar bastante querido pela tropa. Deixou esposa e um casal de filhos, além de vários admiradores. Que essa promoção seja, pelo menos, um reconhecimento pela dedicação e profissionalismo que ele tanto dedicou à Polícia Militar do Espírito Santo.

O enterro dele, um dia após a tragédia, foi marcado por forte emoção e homenagens. Discursos emocionados e  honras militares marcaram o sepultamento de Washington Gobetti, no cemitério de Santa Inês, Vila Velha.

Mais de 50 policiais militares da Companhia Ambiental formaram um corredor para receber o corpo de Gobetti e muitos não conseguiram segurar as lágrimas durante os discursos e o toque de corneta em homenagem ao oficial, que, se estivesse vivo, faria 17 anos de PM.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger