Subtenentes e sargentos aceitam proposta de reajuste do governo do Espírito Santo

Conforme este Blog havia antecipado no dia 28 de novembro, a Associação de Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo aceitou a proposta de reajuste parcelado do governo do Estado. Em assembleia geral somente dos subtenentes e sargentos realizada – e não mais unificada com os cabos e soldados – nesta sexta-feira (06/12), em sua sede administrativa, na Ilha de Santa Maria, em Vitória, a Asses fechou acordo com o governo.


A proposta do governo, aceita pela maioria dos associados presentes na assembleia, ficou assim: Outubro de 2013: uma GSE (Gratificação de Serviço Extra) com progressão da referência 15 para 16 de 2% e da referência 16 para 17 de 5%;   Junho de 2014: Reduzir de 17 para 16 referências, progressão de 2%; Junho de 2015: Reduzir de 16 para 15 referências, progressão de 2%.

Na assembleia unificada que fez com a Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros (ACS/ES), no dia 4 deste mês, a Asses havia rejeitado a proposta do governo. No entanto, decidiu realizar nova assembleia nesta sexta-feira, em separado, "por conta do grande número de ligações telefônicas e contato pessoal, solicitando mais informações sobre as tabelas apresentadas", confirme a direção da entidade explica em sua página oficial na internet.

Na assembleia geral em separado que realizou no dia 27 de novembro a Asses já havia concordado com as duas reduções na tabela de referência de subsídios oferecida pelo governo. Porém, queria ver na proposta a inclusão de duas escalas especiais nos salários dos sargentos e subtenentes: a primeira a partir de outubro deste ano e, a segunda, em março de 2015.

Esta reivindicação acabou não acontecendo. Naquela ocasião, este o Blog do Elimar Côrtes antecipou o fechamento de acordo entre a Asses e o governo do Estado, tendo sido contestado por dezenas de militares no "facebook".

Nesta sexta-feira foi  confirmada a reportagem: a Asses fechou mesmo com o governo, depois que uma de suas pretensões – a inclusão de uma  escala especial no vencimentos – ser realizada.

Projeto de Lei chega à Assembleia Legislativa

Na quinta-feira (05/12) o governo do Estado protocolou na Assembleia Legislativa projeto de lei que submete à apreciação dos deputados as novas tabelas de referências dos subsídios dos militares estaduais.

Os oficiais já aceitaram a proposta do governo, enquanto os cabos e soldados esperam pelo menos pela inclusão de mais uma escala especial em suas reivindicações. Para os cabos e soldados, o governo ofereceu a mesma proposta aceita pelos subtenentes e sargentos.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger