Polícia Federal não realizou nenhuma operação contra o tráfico de drogas no Espírito Santo em 2013

A Polícia Federal passou todo o ano de 2013 sem realizar sequer  uma operação contra o tráfico de drogas no Espírito Santo. No ano anterior, efetuou pelo menos uma. Os dados são da própria instituição, que disponibiliza em sua página oficial na internet um link informando sobre as operações realizadas ao longo dos últimos 10 anos.

Segundo o site do Departamento de Polícia Federal, em todo o País a PF realizou no ano passado 267 operações policiais, que resultaram na prisão de 1.683 pessoas. Dentre elas, estão dois policiais federais e outros 86 servidores públicos.

No Espírito Santo, em 2013 a Polícia Federal realizou nove operações. Nelas, foram presas 32 pessoas. Foram operações de combate a crimes previdenciários; fabricação e comercialização de anilhas falsas de identificação de pássaros; caça ilegal; diplomas falsos em curso superior; tráfico de medicamentos; captura de goiamuns; prisão de quadrilha de assaltantes; combate à pornografia e exploração sexual; e clonagem de cartões bancários.

Em 2012, a Polícia Federal efetuou 289 operações em todo o Brasil. No Espírito Santo, foram cinco. Apenas uma delas de combate ao tráfico de drogas. Foi a Operação Pedra D’Água, feita em Vila Velha e que culminou na prisão de cinco acusados de tráfico. As cinco operações foram responsáveis pela prisão de 87 pessoas.

Em âmbito nacional, no ano de 2012, a PF prendeu 1.676 pessoas. Deste total, 102 eram servidores públicos e 13 policiais federais.

Cocaína em helicóptero

No dia 24 de novembro de 2013, a Polícia Militar do Espírito Santo apreendeu, em Afonso Cláudio, um helicóptero para transportar cocaína para dentro do Estado. No momento que a polícia chegou à fazenda onde a aeronave estava, 455 quilos da droga já estavam prontos para serem despachados. Quatro pessoas foram presas e, junto com elas, a polícia ainda encontrou R$ 16 mil, fruto do comércio de drogas.

Os oficiais que comandaram a operação acionaram a Superintendência Regional da Polícia no Estado por causa da grande quantidade de drogas. Se quisessem,  poderiam levar o flagrante para a Delegacia de Polícia Civil de Afonso Cláudio.

Um delegado federal efetuou a prisão em flagrante dos acusados de tráfico e a apreensão da droga e do helicóptero, que pertencia à família de políticos de Minas Gerais. Como a operação foi toda realizada pela Polícia Militar, a Federal não a contabilizou em suas estatísticas.

Uma semana após o fato, a Polícia Federal do Espírito Santo concluiu que os donos do helicóptero não têm ligação com a droga. A aeronave pertence a uma empresa da família do senador mineiro Zezé Perrella.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger