Delegados de Polícia do Espírito Santo já têm a mais baixa remuneração salarial do País, mas categoria decide dar voto de confiança ao governador

Os delegados de Polícia Civil do Espírito Santo já têm a menor remuneração no ranking dos salários dos delegados de todo o Brasil. Antes, os capixabas estavam na frente apenas dos delegados da Paraíba. No entanto, o governador paraibano, Ricardo Coutinho, que é do mesmo PSB do governador  do Espírito Santo, Renato Casagrande, anunciou reajuste salarial para todos os servidores públicos de seu Estado. Com isso, o salário dos delegados em início de carreira na Paraíba passou de R$ 7.132,00 para R$ 10.365.

No Espírito Santo, o delegado em início de carreira recebe R$ 8.402,29. Passa a ser a última posição entre os 26 estados da federação, além do  Distrito Federal. Os delegados capixabas, entretanto, decidiram dar mais um voto de confiança ao governador Renato Casagrande. Em assembleia geral na tarde desta quarta-feira (05/02), eles resolveram suspender todas as medidas de protesto em favor do atendimento de suas reivindicações.

As medidas foram suspensas porque o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Espírito Santo (Sindelpo), Rodolfo Laterza, recebeu convite do governador Renato Casagrande para uma reunião, junto com demais integrantes de sua diretoria, para o dia 17 deste mês, às 15 horas, no Palácio Anchieta. É a primeira vez que Casagrande se reunirá com a categoria para ouvir pedido de melhoria salarial.

Sendo assim, está cancelado o ato de manifestação que delegados fariam na próxima segunda-feira (10/02), na Assembleia Legislativa, a partir da audiência da Comissão de Segurança Pública da Ales. Estão suspensos até o dia 18 o boicote programa  Estado Presente e a não realização de cumprimento de mandados de busca e apreensão.

“No dia 18 de fevereiro, a partir das 13 horas, realizaremos nova assembleia geral, no auditório da Chefatura de Polícia Civil, para levarmos à categoria a proposta que nos será apresentada pelo governador Renato Casagrande na reunião do dia anterior”, disse o presidente Rodolto Laterza.

Salários na Paraíba 


No dia 27 de janeiro, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), anunciou os percentuais de aumento para os servidores públicos estaduais. Os reajustes variam entre 5% e 13.75 % e atingem todos os 105.422 servidores públicos.

O reajuste para a Polícia Militar e para a Polícia Civil será de 10%. "Não tenho como desconhecer o profundo compromisso que estamos realizando com a área de Segurança Pública. Também não posso achar correto que alguém desconheça esses compromissos e o reconhecimento que estamos cumprindo nos últimos três anos, como é o caso da data-base em janeiro. Todos os anos o funcionalismo tem reajuste e eu tenho cumprido isso", comentou o governador paraíbano.

Na área de Segurança Pública – entre policiais militares e civis, bombeiros militares e agentes penitenciários – o Estado tem 21.334 servidores (20% do total), que ficaram com 10% de reajuste. "Quando somados com os dois últimos reajustes, esses índices fazem com que um soldado que ganhava R$ 1.564 em 2010 chegue a R$ 2.548,00 (aumento de 63% ) em janeiro. A inflação do período foi 19%. O ganho real foi de 44%", destacou Ricardo Coutinho.

No caso da Polícia Civil, para delegados, peritos, agentes de investigação, escrivães e demais servidores de nível médio o reajuste aplicado será de 10% na remuneração. Com isso, um delegado da classe “C”, que em 2010 ganhava R$ 7.106,00 passará a perceber R$ 10.365. Na classe “E”, o delegado que naquele ano tinha R$ 8.164,00, passa hoje a R$ 11.863,00.

Os delegados em início de carreira da Paraíba saltaram da 27ª para a 16ª posição em termos salariais do País. Estão à frente de Pernambuco, São Paulo. Acre, Goiás, Rio Grande do Norte, Bahia, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Pará e Espírito Santo.

No caso do agente da classe “A”, em 2010, ele tinha salário de R$ 1.922,00 e, com o reajuste anunciado, chega a R$ 3.126,00. Para os agentes da classe “E”, que há três anos percebiam R$ 2.649,00, com os 10% atingem R$ 4.005,00.

O presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia da Paraíba, delegado Cláudio Lameirão, avaliou positivamente o aumento dado para os servidores da segurança pública:  “É um reajuste que vem acompanhando o reajuste dos anos pretéritos no sentido de recompor o prejuízo salarial que a carreira de delegado sofreu nas ultimas décadas, nos aproximando da média nacional e tornando a nossa remuneração atrativa. Então, nós entendemos como positiva”, comentou o dirigente.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger