Número de assassinatos no Espírito Santo caiu 16,25% em abril

O trabalho desenvolvido pela equipe do delegado José Lopes Pereira, chefe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, e o programa Patrulha da Comunidade, que dá maior visibilidade à Polícia Militar nas ruas, começam a surtir efeitos. O mais importante está no número de assassinatos registrados no mês de abril deste ano: em relação ao mês anterior, houve uma queda de 16,25%.

Os números preliminares  ainda estão sendo fechados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), mas já foram apresentados ao governador Renato Casagrande na última reunião do Estado Presente. No mês de abril, foram registrados 134 assassinatos em todo o Estado, contra 160 em março. Em abril de 2013, o número de homicídios chegou a 147. Quando comparados a abril deste ano, a queda agora em 2014 é de 9%.

A Grande Vitória registrou em abril deste ano 87 homicídios. No mês anterior, foram 98 mortes. Também houve queda em relação a abril de 2013, quando foram assassinadas 90 pessoas na Região Metropolitana.

No Norte, abril teve 38 assassinatos, contra 40 no mês anterior. Já na Região Sul o número de homicídios em abril chegou a nove, enquanto em março foram registradas 22 mortes.

Algumas explicações podem ser dadas para justificar a queda no número de homicídios em abril. Uma delas, sem dúvida, é o trabalho da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Espírito Santo. Desde que assumiu o comando da DHPP, em meados de janeiro deste ano, o delegado José Lopes passou a imprimir um ritmo de valorização ao Inquérito Policial,conforme este Blog mostrou em reportagem recente. Veja o link http://elimarcortes.blogspot.com.br/2014/05/novo-chefe-da-divisao-de-homicidios.html

Enquanto a média nacional da Polícia Judiciária brasileira é de apenas 8% de Inquéritos Policiais (IPs) concluídos, a DHPP capixaba alcança a marca dos 40%. De janeiro até março deste ano, a DHHP instaurou 293 inquéritos e concluiu 117, o que representa 40% de resolutividade. No mesmo período, a DHPP prendeu 102 pessoas em missão de cumprimento de mandados de prisão expedidos pela Justiça. Também ocorreram 187 prisões em flagrante.

A Patrulha da Comunidade, lançada há oito meses pela Polícia Militar, tem sua parcela de contribuição. Presentes nas ruas, principalmente nos locais de maior concentração de crimes contra o patrimônio, os policiais militares acabam inibindo também outros tipos de delitos, como os crimes contra a vida.

No cômputo geral, entretanto, o número de homicídios ainda está alto em relação a 2013: até o dia 7 deste mês de maio – última segunda-feira –, 643 pessoas já tinham sido foram assassinadas no Estado, contra 605 no mesmo período do ano passado.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger