Polícia Federal prende no Espírito Santo e na Bahia organização criminosa que dava golpes em aposentados, servidores públicos e e em bancos pela internet

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (16/05/) uma operação policial denominada “Código 94”, direcionada a desarticular uma organização criminosa especializada em fraudes bancárias, com atuação no Espírito Santo e na Bahia. Foram cumpridos seis mandados de prisão e 12 mandados de busca e apreensão nos dois estados.

A Operação Código 94 contou com a participação de 70 policiais federais, que cumpriram 11 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão nos municípios de Vila Velha, Viana, Serra e Cariacica, na Grande Vitória, além de um mandado de busca e apreensão e uma prisão na cidade de Vitória da Conquista, na Bahia.

Os criminosos atuavam em fraudes bancárias decorrentes de saques ilícitos de benefícios previdenciários e de empréstimos consignados, além de executarem créditos fraudulentos se passando por funcionários públicos federais, tudo a partir da falsificação de documentos públicos.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Superintendência Regional da Polícia Federal no Espírito Santo, a PF  investiga a existência de um fornecedor de dados sigilosos do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (SIAPE) através da internet.

O suspeito criou um site na rede mundial de computadores e negociava acesso aos dados do INSS de milhões de brasileiros e de um grande contingente de funcionários públicos federais, tornando todos em potenciais vítimas da ação ilícita de transgressores da lei.

A partir dos dados do INSS era possível identificar a existência de eventuais montantes nas contas dos beneficiários do regime previdenciário, inclusive identificando o valor e a instituição bancária conveniada, gerando na sequência a falsificação dos documentos pertinentes e o saque ilícito.

Os crimes apurados até o momento são o de Estelionato Simples e Qualificado, Violação de Sigilo e Organização Criminosa. Dados preliminares dão conta de que as fraudes realizadas podem ter gerado um prejuízo de mais de dois milhões de reais às instituições bancárias.

Fonte: Assessoria de Comunicação da SRPF/ES.



 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger