Renato Casagrande lança plano de combate a violência contra juventude negra no Espírito Santo

O governador Renato Casagrande (PSB) e as Secretarias Nacional de Juventude (SNJ) e de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) lançaram nesta sexta-feira (02/05) o Plano Juventude Viva, em evento realizado no Palácio Anchieta. O programa, que visa à prevenção da violência contra a juventude negra, vai atuar em seis municípios capixabas, além da capital. Ao todo, o governo federal investe R$ 96 milhões, que serão distribuídos em programas nas áreas de educação, saúde, cultura, justiça, trabalho e emprego, entre outras.

No lançamento, estiveram presentes o governador Renato Casagrande, o prefeito de Vitória, Luciano Resende, os ministros Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência da República) e Luíza Bairros (Seppir), a secretária Nacional de Juventude, Severine Macedo, além de diversos movimentos de juventude, em especial os que atuam com a pauta da igualdade racial.

O jovem Carlos Abelhão, 27, milita em prol do povo negro. Ele acredita que a adesão do Espírito Santo ao Plano “é uma oportunidade para mostrarmos para a sociedade essa problemática. Combater a violência é uma luta histórica do movimento negro. Temos que celebrar a conquista”, disse.

A ministra da Seppir, Luíza Bairros, acredita que a imagem da população negra no Brasil, em geral, costuma ser “desqualificada” e “desumanizada” pela sociedade. Ela associa a exposição do povo negro à violência como fator oriundo do racismo. “Todas as ações em várias frentes são importantes, mas a luta contra o racismo não pode parar. Isso também é parte integrante do Plano Juventude Viva. É nosso desafio", frisou.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Espírito Santo ocupa o segundo lugar em taxas de homicídios contra jovens no País, estando abaixo apenas do Estado de Alagoas. As cidades que vão receber o Plano são Vitória, Vila Velha, Cariacica, Linhares, Serra, Guarapari e São Mateus. Juntas, elas concentraram, em 2011, 73% das mortes registradas em todo o Estado.

O Plano foi construído a várias mãos, unindo esforços dos movimentos sociais que conseguiram pautar a questão na esfera pública. É o que afirma a secretária Severine Macedo. “O movimento negro no Brasil denuncia o genocídio da juventude negra há anos. O Plano é um esforço conjunto de articulação entre as políticas dos governos federais, estaduais e municiais e foi feito a partir das demandas da sociedade”.

Ela citou também a necessidade de aprovação do Projeto de Lei 4471, que tramita na Câmara dos Deputados propondo-se a apurar com mais critério os casos de letalidade derivada do emprego da força policial.

A partir dessa recorrência história de violência no estado, a ideia é que o Juventude Viva possa combater o problema ofertando serviços públicos que garantam a direitos da população jovem, compreendida entre 15 e 29 anos. "O Juventude Viva contempla uma série de políticas para tentar mudar a cultura de violência e oferecer alternativa para os jovens. É um processo longo, mas precisamos investir", afirmou ministro-chefe da SGPR, Gilberto Carvalho.

Qualquer pessoa ou instituição pode fazer parte da Rede Juventude Viva e atuar no enfrentamento à violência contra a juventude negra brasileira. Cadastre sua instituição clicando aqui! Quem já fazia parte da rede, também deve se recadastrar. Você também pode participar da comunidade Rede Juventude Viva no Participatório e contribuir com os debates e discussões! Se quiser saber mais informações, acesse o site oficial do Juventude Viva (www.juventude.gov.br/juventudeviva)

Estado oferece opções para jovens

O Governo do Estado do Espírito Santo, atualmente, já oferece diversos projetos voltados para a juventude, entre eles o Pronatec, Nossa Bolsa e Jogos na Rede. Além disso, é o único Estado que oferece edital de Projetos de Cultura Hip Hop e de Coletivos Juvenis.

A ideia do Plano Juventude Viva é ampliar as ações já criadas e executadas pelo Governo do Estado, voltadas à juventude nas áreas do trabalho, educação, saúde, acesso à justiça, cultura e esporte, além de criar ações individuais. Dentre as ações que serão oferecidas pelo projeto, está a criação da Estação Juventude, em que dois micro-ônibus irão circular pelas áreas rurais do Estado, visando levar aos jovens conhecimento de seus direitos e qualificação.

“Nunca houve um Governo tão atento às causas sociais, que recebe os diversos setores no Palácio Anchieta para debater políticas públicas concretas para todos os capixabas. Criamos Conselhos, subsecretarias e gerências para atender áreas específicas e para criar fóruns de debate permanentes. E vamos seguir aperfeiçoando nossa gestão, como no caso do Programa de redução da criminalidade, o Estado Presente, o primeiro programa bem estruturado desse tipo no Espírito Santo, que pensa a segurança pública como um todo, investindo em polícias e em todas as áreas sociais, e que reduziu, ano a ano, o número de homicídios no Estado”, destacou o governador Renato Casagrande.

Fontes: Assessorias de Imprensa da Secretaria Nacional de Juventude e Secom/ES.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger