Segurança Pública: ‘Estado Presente’ tira a maior nota em avaliação do Banco Interamericano de Desenvolvimento

Projeto desenvolvido pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida obteve nota 9,5 na avaliação feita pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). É a maior nota alcançada por um projeto de segurança pública dada pelos executivos do BID em 10 anos. A informação foi divulgada na noite desta segunda-feira (26/05) pelo diretor do BID Para a América Latina, Dino Caprirolo, na abertura do 1º Diálogo Regional Sobre Segurança Pública: Os Desafios da Sociedade Contemporânea, realizada no Palácio Anchieta, para comemorar os três anos do Estado Presente.

Diante do desempenho do governo do Espírito Santo, o banco vai repassar ao Estado US$ 56 milhões que vão ser investidos na segurança pública nos próximos cinco anos. A contrapartida do Estado será de US$ 14 milhões, totalizando U$70 milhões de investimentos.

“A nota máxima vale 10 e o Estado do Espírito Santo conseguiu 9,5 pontos dentre os projetos voltados para a área de segurança pública. É a maior nota em uma década de pesquisa. Constatamos, diante dos estudos que fizemos sobre o projeto apresentado pelo Estado Presente, que a cada dólar investido, o Espírito Santo vai ter um retorno de 3,7 dólares”, disse Dino Caprirolo, que completo:

“Mais importante é que, com o projeto apresentado, crimes poderão ser evitados, pois, com o investimento de US$ 70 milhões, o Estado poderá focar sua intervenção nos aglomerados onde são registrados mais homicídios. São programas voltados, sobretudo, para que evitemos assassinatos. Investimentos serão feitos em regiões onde há maior registro de mortes de jovens de 16 a 24 anos”.

Para o governador Renato Casagrande (PSB), a avaliação feita pelo BID é motivo de orgulho para todos os capixabas: “Esta notícia que acabamos de ouvir é o reconhecimento de uma instituição internacional que aprova o conceito e o alinhamento que estamos fazendo no enfrentamento à criminalidade no Espírito Santo”, afirmou Casagrande.

“Fico muito feliz porque a concepção com que trabalhamos a segurança pública está sendo bem avaliada pelo BID. Representa que o Estado Presente está dando resultado, mas ainda tem muito a ser melhorado”, completou o governador.

O primeiro dia – o evento prossegue nesta terça-feira, no Centro de Convenções de Vitória, em Santa Lúcia – de palestras do 1º  Diálogo Regional Sobre Segurança Pública: Os Desafios da Sociedade Contemporânea foi aberto pelo coordenador do Estado Presente e secretário de Ações Estratégicas do governo do Estado, Álvaro Rogério Duboc Fajardo. Ele agradeceu as parcerias que têm ajudado o programa, como o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), Universidade de Vila Velha, Banco Interamericano de Desenvolvimento e Arcelor Mital. Falou também sobre a nota alcançada pelo governo junto ao BID:

“Esta nota de 9.5, a maior dada pelo BID a projetos de segurança pública, foi conquistada pelo projeto de financiamento que elaboramos e apresentamos ao banco. O projeto se chama Estado Presente”, disse Álvaro Duboc.

Em seguida, falou o representante do FBSP, Renato Sérgio de Lima. Ele enalteceu o governador Renato Casagrande pela disposição política de colocar a “temática segurança pública na agenda do Estado” e assegurou que o evento realizado nesses dois dias pelo Estado Presente “é um diálogo fundamental para o pacto civilizatório para o País”.

“O Brasil vive um momento de crise em termos de violência. É, portanto, extremamente louvável quando a sociedade, governo e polícias se unem para discutir ações”, disse o professor Renato Sérgio de Lima, que ainda conclamou a sociedade a apoiar a iniciativa do governo capixaba:

“A sociedade precisa incentivar ações como a que acontece no Espírito Santo. O governo está conseguindo colocar a segurança pública na agenda política como prioridade. O momento exige mais do que dinheiro. A situação só vai melhorar quando priorizarmos o tema segurança pública. O Espírito Santo mostra estar no caminho certo”.

O evento foi encerrado com palestra do assessor Regional de Segurança Cidadã do PNUD para a América Latina e Caribe, Daniel Luz I Alvarez, com o tema “Planejamento e Avaliação de Política de Segurança”.

Mais de 300 pessoas se inscreveram para o ciclo de palestras. No evento da noite desta segunda-feira estavam secretários de Estado, delegados de Polícia Civil e Federal, oficiais da Polícia Militar, representantes da sociedade e o prefeito de Vitória, Luciano Rezende.












Crédito das fotos: Secom/ES
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger