Três anos de Estado Presente: Governador reconhece trabalho, esforço e dedicação das forças policiais no combate à violência no Espírito Santo e anuncia investimento na perícia criminal

Ao falar na abertura do 1º Diálogo Regional Sobre Segurança Cidadã: Os Desafios da Sociedade Contemporânea, na noite de segunda-feira (26/05), no Palácio Anchieta, o governador Renato Casagrande (PSB) reconheceu que as forças policiais do Espírito Santo estão se dedicando e trabalhando muito para alcançar a redução da violência, sobretudo os crimes contra a vida.

Casagrande antecipou que parte dos US$ 70 milhões a serem investidos pelo Banco Interamericano de Desenvolvido (BID) e pelo Executivo Estadual no programa Estado Presente vai para a Polícia Técnico-Científica da Polícia Civil. É provável que US$ 25 milhões sejam destinados para investimento na Perícia da Polícia Civil:

“Fico muito feliz porque foi aprovado pelo BID o projeto que vai fortalecer algumas ações do Estado Presente, com recursos financeiros sendo aplicados, sobretudo, nos aglomerados que necessitam de maior proteção do Estado. Os recursos serão aplicados também no reforço policial e na Polícia Técnico-Científica”, destacou Renato Casagrande.

Mais adiante, o governador ressaltou que “estamos seguindo pelo caminho correto quando o assunto envolve políticas de segurança pública. Temos que transformar segurança pública num assunto que envolva todas as secretarias de Estado. Não é apenas uma questão a ser debatida entre as polícias e o sistema judiciário. Envolve educação, saúde, cultura, esporte, trabalho, geração de renda, entre tantos outros, todos com  objetivo de prevenir a violência. É uma tarefa de todo o Governo, com o apoio da sociedade e dos outros poderes, em todas as esferas”.

“Esse diálogo que estamos promovendo aqui no Espírito Santo é um esforço a mais para que o Estado encontre a paz”, diz Casagrande


Casagrande falou, ainda, do aniversário de três anos do Programa Estado Presente, e do que ainda falta conquistar. “Assumi o Governo do Espírito Santo sabendo que a segurança pública era um dos principais desafios. É difícil entender como funciona o controle à criminalidade. Ainda mais quando você sabe o quanto o Estado investe em segurança e reconhece o quanto os servidores, em especial as Polícias e seus profissionais, trabalham com o objetivo de reduzir os índices de violência, e mesmo assim entender que para que esses números reduzam é preciso muito mais. É precisoatuar em conjunto com diferentes setores da sociedade. Por isso sabemos que atingimos números importantes nesses três anos de Estado Presente, e sabemos que ainda é necessário caminhar muito, mas que é possível alcançar novas metas, e quanto mais a sociedade civil estiver envolvida com a segurança pública de nosso Estado, tenho certeza que mais conquistas serão alcançadas”, defendeu o governador.

Renato Casagrande reconhece, no entanto, que a política adotada por sua equipe de governo vem alcançando resultados positivos. “Enquanto a média nacional de resolutividade de inquéritos policiais é de 10%, aqui no Espírito Santo chegamos a 40%. É fruto do resultado do investimento em pessoal e em tecnologia. Vamos investir sempre para aumentar a rede de proteção aos cidadãos, que é a prevenção, repressão e o social. É fruto de trabalho de nossas forças policiais, que estão trabalhando e se dedicando muito com ações que visam reduzir cada vez mais a criminalidade”, agradeceu o governador, para uma plateia formada, em sua maioria, por oficiais da Polícia Militar e delegados da Polícia Civil, além de alunos-oficiais da PM.

Por fim, o governador questionou: “Por que essa violência não cede? Ela (violência) é crescente em toda a América Latina” E concluiu: “Esse diálogo que estamos promovendo aqui no Espírito Santo é um esforço a mais para que o Estado encontre a paz”.

O chefe de Polícia Civil, delegado Joel Lyrio, participou na noite dessa segunda-feira (26) da abertura do 1º Diálogo Regional sobre Segurança Cidadã: Os Desafios da Sociedade Contemporânea, no Palácio Anchieta, em Vitória. Ele também esteve presente nas mesas de discussões desta terça-feira (27). A primeira delas discutiu a intersetorialidade da Política de Segurança Pública e a prevenção social da Violência e teve como palestrantes o secretário de Estado Extraordinário de Ações Estratégicas do Espírito Santo, Álvaro Duboc, o presidente do Conselho Temático de Responsabilidade Social da FINDES, ArcelorMittal, Sidemberg Rodrigues, o coordenador do NEPS da Universidade Federal de Pernambuco , José Luiz Ratton e o presidente da Active Communities Network do Reino Unido, Gary Stannet e como moderador o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Dino Caprirolo.

Crédito de fotos: Assessoria de Comunicação do Governo do Estado.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger