Ledir Porto não veste farda e nem é autoridade policial, mas defende mudanças objetivas e concretas para fortalecer a segurança pública no Estado

Aos 46 anos de idade, Ledir Porto (PSB) já quebrou paradigmas. Ele saiu das camadas mais simples e humildes da população para exercer as Secretarias de Defesa Social da Serra e de Vila Velha. Depois de sair de Vila Velha, Ledir Porto assumiu a Coordenadoria Estadual Sobre Drogas, atendendo a um convite do governador Renato Casagrande. Nunca foi operador de segurança pública, mas entende do assunto como ninguém.

Saiu do governo para voltar a disputar uma vaga na política: Ledir Porto é candidato a uma cadeira na Assembleia Legislativa. Ledir é Bacharel em Administração e pesquisador associado do Núcleo de Estudos Indiciários do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Foi vereador em Viana, de 2001 a 2004, e esteve à frente da Secretaria de Defesa Social da Serra entre 2005 e 2008.  De 2009 a 2012, ele foi o secretário de Defesa Social de Vila Velha.

Agora como candidato, Ledir Porto não deixa de lado às questões da segurança pública. Por isso,  o tema é a base de seus planos caso seja eleito deputado estadual. Tem mais planos objetivos para a segurança do que muitos daqueles que vestem farda ou que são autoridades do sistema criminal.

Ledir, por exemplo, pretende lutar para a ampliação do sistema de videomonitoramento (Policiamento Eletrônico) em vias públicas para todos os municípios do Espírito Santo; a criação de lei para reconhecimento e regulação da profissão de Operador e Supervisor de Videomonitoramento em vias públicas do Espírito Santo; a estruturação do sistema de segurança aquática em todo o litoral capixaba.

Também defende a criação de lei para reconhecimento e regulação da profissão de Guarda-vidas para marés, praias, rios, lagoas e piscinas no Espírito Santo; a estruturação de Serviço de Banho Assistido às Pessoas com Mobilidade Reduzida em todo litoral do Espírito Santo (Praia Legal); e a estruturação da Defesa Civil nos municípios capixabas.

Outra ideia é a concessão de plano integral de saúde e seguro de vida para todos os policiais civis, militares e bombeiros do Espírito Santo; proposta de melhoria salarial para todos os operadores de segurança pública do Estado; criação da bolsa de incentivo a formação e qualificação em segurança pública, através de cursos de graduação e pós graduação para policiais civis, militares e bombeiros do Espírito Santo. Ledir também quer fortalecer as fiscalizações municipais no ordenamento dos espaços públicos; e adoção de projetos de prevenção social para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Quando foi responsável pela Coordenação Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas – que está vinculada à Secretaria de Governo –, Ledir Porto criou a Rede Abraço e instituiu diversas ações. Uma das mais importantes é o Centro de Acolhimento para Dependentes Químicos do Estado que, em seis meses, realizou mais de 4.600 atendimentos e colocou, em clínicas terapêuticas, quase mil pessoas. A Rede Abraço foi criada para ampliar a oferta de serviços de prevenção e cuidado para pessoas em situação de uso indevido de drogas e suas famílias.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger