Batalhão de Missões Especiais da Polícia Militar completa 28 anos de relevantes serviços prestados à sociedade capixaba

O Batalhão de Missões Especiais (BME) da Polícia Militar está completando 28 anos. Para comemorar a data, foi realizada na manhã desta quarta-feira (03/09) uma solenidade no pátio do quartel do BME, no bairro Santa Marta, em Vitória, próximo ao QCG. A cerimônia militar contou com presença do comandante geral da PM, coronel Edmilson dos Santos, do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, André de Albuquerque Garcia, do comandante do Policiamento Ostensivo Especializado, coronel Marcos Assis Batista, e do procurador Geral de Justiça, Éder Pontes.

O comandante do BME, tenente-coronel Jocarly Martins de Aguiar Júnior, prestou homenagem ao comandante-geral, coronel Edmilson, ao secretário André Garcia, ao comandante do CPOE, coronel Marcos, e outras personalidades que, segundo ele, “colaboram para o desenvolvimento e projeção da unidade em prol do interesse público com o título de ‘Amigo do BME’”.

O tenente-coronel Aguiar também fez homenagem aos ‘Eternos Combatentes do BME’, “pelos relevantes serviços prestados à sociedade enquanto serviram nas Missões Especiais”, e ao 1º tenente Robson de Souza Sueth, que foi para a reserva remunerada, “pelos anos de extrema dedicação ao serviço policial no BME.”

Aguiar falou do orgulho de comandar o BME: “Foi com imensa alegria e satisfação que soube da minha nomeação para comandar este Batalhão de Elite. Uma unidade valorosa para a nossa briosa Polícia Militar e, assim, para a sociedade do nosso Estado. Os homens e mulheres que aqui já serviram e os que atualmente servem, já salvaram vidas, garantiram a ordem, cumpriram a Lei, promoveram a paz”, destacou o tenente-coronel Aguiar.

O comandante do BME ainda destacou em seu discurso o subtenente Edimar Dias Rangel e o 2º sargento Josevaldo da Conceição, que há 28 anos servem na unidade e são referências positivas para os demais militares. Por fim, o tenente-coronel Aguiar falou das melhorias do Batalhão e encerrou seu discurso agradecendo o empenho da tropa:

“Meus camaradas, não tenham a menor dúvida de que as experiências que estou vivenciando aqui marcarão para sempre a minha história e daqui levarei, no dia em que partir, as mais belas recordações. Parabéns Batalhão de Missões Especiais!! Muito obrigado”.

Fundador do Batalhão de Missões Especiais, o coronel da reserva Juarez Monteiro participou da solenidade dos 28 anos de criação da unidade e estava bastante emocionado: “É uma emoção muito grande voltar à unidade. Dá uma saudade. Vim aqui trazer meu abraço aos praças e oficiais, que estão de parabéns pelos serviços prestados à sociedade capixaba”, disse Monteiro.

A fala do Comandante do BME

"Quero inicialmente agradecer a Deus pela dádiva de vida e por nos ter permitido chegar até esse momento glorioso.

Foi com imensa alegria e satisfação que soube da minha nomeação para comandar este Batalhão de Elite. Uma Unidade valorosa para a nossa briosa Polícia Militar e, assim, para a sociedade do nosso Estado. Os homens e mulheres que aqui já serviram e os que atualmente servem, já salvaram vidas, garantiram a ordem, cumpriram a Lei, promoveram a paz. Enfim, foram e são policiais na essência do que é ser policial: ter o cidadão como cliente e filho, entidades a quem devemos satisfação e proteção incondicionais.

O Batalhão de Missões Especiais é a primeira Unidade que comando em minha trajetória de mais de 22 anos de serviços prestados à sociedade capixaba, por meio da Polícia Militar, e representa a realização de um sonho que comecei a projetar nos idos de 1997, quando tive a honra de servir na então Cia de Polícia de Choque.

Estou cônscio de que ao ser designado para o cargo de Comandante do Batalhão de Missões Especiais, uma enorme responsabilidade em mim recai de conduzir os desígnios de uma das mais importantes Unidades de nossa corporação, além de preservar, continuar e, se possível, engrandecer esta Unidade Especial, em linha com o trabalho, dedicação, inteligência e entrega exemplar de todos que nos antecederam.

Quero nesta data tão especial reconhecer  que destes curtos, mas intensos 28 anos de vida do Batalhão de Missões Especiais, os padrões de referência atingidos são frutos da vontade, da abnegação e dos desempenhos dos homens e mulheres que aqui servem e serviram. As dificuldades não são poucas, mas devo dizer que encontro nos meus colaboradores: Soldados, Cabos, Sargentos e Oficiais, profissionais motivados, dedicados e vocacionados que tem trabalhado com afinco, produzindo resultados satisfatórios, sintetizados no aumento dos indicadores de produtividade, já visivelmente observados no curto espaço de tempo.

Permita-me, Sr Comandante Geral, que releve publicamente o trabalho dos militares que me orgulho comandar e a quem se deve toda a obra feita. Profissionais que, indo além do mero cumprimento das funções atribuídas, souberam responder com entusiasmo e dedicação excepcionais aos muitos desafios que lhes foram propostos.

Não nos esqueçamos da experiência e do conhecimento dos nossos antecessores, comandantes e comandados, que dirigiram os destinos deste Batalhão até agora e, temos nos beneficiado de suas expertises. Muito obrigado pelas orientações que muito tem auxiliado o meu comando. Rendo, neste momento, todas as honras e as minhas mais efusivas homenagens àqueles que, em 1986,  sob o comando do então 1º Ten Juarez Monteiro da Silva, plantaram as primeiras sementes de missões especiais em nossa querida Polícia Militar. Saibam que graças à honra, fibra, denodo e moral dos senhores no passado, hoje este Batalhão de Missões Especiais é uma Unidade difusora e fomentadora das diversas nuances típicas de qualquer evento que não esteja ao alcance da capacidade de resposta dos Batalhões de área.

Sr Comandante Geral, hoje temos a grata satisfação de estar no comando da Unidade, tendo dois pioneiros de 1986, aqui sendo: Subtenente Edimar Dias Rangel e 2º Sargento Josevaldo da Conceição. Os dois, há 28 anos, servem neste Batalhão, e com certeza são referências positivas e motivação para os mais novos.

Não vou aceitar indícios de abusos e desumanidades, pois estas são condutas que diminuem o conceito de nosso Batalhão e da visão que temos perante a sociedade. Ao mesmo tempo, estarei atento a qualquer exagero cometido contra nossa tropa. Saibam que a cada ocorrência bem atendida pelo nosso Batalhão, com certeza, seremos guardados para sempre na memória e estaremos fazendo parte da história de vida dessas pessoas.

A meu sentir, a integração de forças é de fundamental importância. A Copa do Mundo de 2014, nesse sentido, deixou-nos esse grande legado. À sociedade não interessa qual uniforme ou a sua cor. O que ela deseja é segurança pública e paz social. Trabalharemos sempre, em união de forças, com as forças armadas, demais polícias e guardas municipais, tudo com o propósito de prover as necessidades da sociedade em termos de segurança e perquirir, incansavelmente, a implantação de uma cultura de paz.

Assumimos o Comando da Unidade há pouco mais de 30 dias e, visando proporcionar um maior conforto e comodidade para nossa tropa, providenciamos a pintura de nosso quartel. Estamos reservando um espaço na Unidade para alocarmos a tão esperada Seção de Saúde, já autorizada pelo Sr Cel Comandante Geral, a qual contará inicialmente com profissional de enfermagem e, em um segundo momento, dentista para o atendimento de nossa tropa, bem como de militares de outras Unidades.

Outra conquista recém alcançada é o revestimento asfáltico conhecido Revisol, cordialmente cedido pela Arcelor Mittal. Tal revestimento de todo pátio do BME facilitará não apenas o deslocamento de veículos e pessoas, mas também a apresentação da tropa durante os desfiles realizados em nossas solenidades militares, além do embelezamento de nossa Unidade.

O projeto do rancho já está sendo coordenado pelo Maj P4 do Batalhão. Será um espaço para que nossos combatentes realizem suas refeições diárias e servirá para otimizar nosso emprego operacional, além de ser inerente à tradição militar, mormente, de tropas aquarteladas.

Relembrado o passado, referido o presente, admiti-se agora como necessário “olhar” para o futuro.

Que nesse futuro as ações do comando estejam assentadas numa liderança pelo exemplo e estruturada nos valores da honestidade e lealdade, porque se alicerçada na boa fé, na retidão de caráter e na clareza de atitudes, promoverá a confiança em toda cadeia de comando.

Da competência, técnica, tática e operacional, buscaremos incansavelmente o aperfeiçoamento contínuo, onde o erro poderá ocorrer, desde que fruto do trabalho, jamais do desleixo.

A despeito de todas as conquistas registradas nos últimos anos, temos a clara consciência dos desafios que se apresentam nos dias atuais e no cenário futuro.

Por isso, nesta data gloriosa quero pedir a Deus, humildemente, que me dê sabedoria no comando desta valorosa Unidade. Que eu seja capaz de discernir o que é justo, bom e correto, não importando o tempo que permaneça à frente do Batalhão. Saibam que cada dia será vivido intensamente por este comandante e que não medirei esforços em romper os obstáculos que surgirem para que vocês à glória possam alcançar.

Permita-me, Sr Comandante Geral, que termine dirigindo minhas palavras aos combatentes que hoje constituem a extraordinária moldura humana desta cerimônia militar: Meus camaradas, não tenham a menor dúvida de que as experiências que estou vivenciando aqui marcarão para sempre a minha história e daqui levarei, no dia em que partir, as mais belas recordações. Parabéns Batalhão de Missões Especiais!! Muito obrigado."


(Foto: Assessoria de Imprensa da PMES.)
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger