Governador Casagrande alerta: “A turma do passado quer voltar ao governo para se apropriar de privilégios da administração pública; eles desejam se apropriar do patrimônio público”

O governador Renato Casagrande (PSB) tem aumentado o tom contra corrupção e desvio de recursos públicos. Mais uma vez, garantiu que em sua administração não há denúncias de corrupção e afirmou que a “turma do passado” quer voltar ao governo “para se beneficiar de privilégios” e se “apropriar da administração pública”.

Casagrande deu as declarações em conversa com lideranças da região da Grande São Pedro, em Vitória, no domingo de manhã (31/08). Sem citar nomes de adversários – o principal concorrente de Casagrande é o ex-governador Paulo Hartung (PMDB) –, ele afirmou que “a turma do governo passado quer voltar para ter privilégios com a coisa pública; quer garantir viagens de graça”.

No aspecto “garantir viagens de graça”, trata-se de uma referência à ex-primeira dama Cristina Gomes, esposa de Paulo Hartung. Ela viajou 37 vezes sem a companhia do ex-governador Hartung entre os anos de 2007 e 2010 – foi no segundo mandato de Hartung, conforme consta em documentos oficiais da Casa Militar encaminhados ao deputado estadual Sandro Locutor. O número de bilhetes emitidos em nome de Cristina Gomes chega a 89 viagens aéreas, bancadas pelos cofres públicos.

No dia 13 de agosto, Paulo Hartung alegou em entrevista à CBN Vitória que  sua esposa, que é psicóloga, o acompanhava em missões oficiais ao exterior para atrair empresas estrangeiras para o Estadoo. Com as diárias que recebia do governo, para viagens nacionais e internacionais, Cristina Gomes se hospedava somente em hotéis de luxo. Ela viajou para Singapura, Colônia (Alemanha) e Estados Unidos.

“Não há denúncia de corrupção em meu governo; não tem desvio de dinheiro. Meu governo é ético e sério. Trabalhamos com competência e planejamento, mas com muita humildade, ouvindo todos os setores, principalmente, os que não tinham voz em governos passados”, garantiu Renato Casagrande.

O governador acredita que a disputa eleitoral vai mostrar para a população  capixaba o verdadeiro caráter dos candidatos. Sem citar nomes, mais uma vez  Renato Casagrande informou que, ao assumir a gestão em janeiro de 2011, cortou os privilégios praticados pelo governo anterior:

“Eu achava que a turma do governo passado queria voltar ao poder por pura ambição. Mas percebo agora que política e eleição desnudam qualquer candidato. Esta eleição vai escancarar a minha vida e a do meu adversário (Paulo Hartung). Concluí que essa turma quer voltar ao governo para se apropriar de privilégios da administração pública, que eu cortei quando assumi o governo. Eles desejam se apropriar do patrimônio público”.

Por fim, Casagrande lembrou que o Espírito Santo é hoje o Estado mais transparente do País, título concedido pela Ong Contas Abertas:

“Nosso Estado é hoje o mais transparente do Brasil Vamos mostrar ao povo capixaba que nós rompemos com a política que concentra decisões e que pratica o patrimonialismo. Vamos ter mais quatro anos de realizações e seriedade”.



 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger