“Sei que vocês não têm dúvida do meu comportamento ético”, diz Casagrande em sabatina com empresários

Em sabatina promovida na manhã desta segunda-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF/ES), em Vitória, o governador Renato Casagrande (PSB), candidato à reeleição pela coligação “Pra Frente Espírito Santo”, reafirmou o compromisso de continuar levando o Espírito Santo ao desenvolvimento econômico e social, com a moralidade, transparência e ética:

“Mais do que falar, o que vale é a nossa história; é aquilo que já fizemos juntos. O IBEF tem sido um parceiro importante para o Estado. O importante é que vocês analisem o perfil de cada candidato. Meu perfil é o do diálogo, é o da transparência, da ética. Eu sou candidato porque tenho resultados positivos. Sou candidato à reeleição porque meu governo é feito com seriedade. Vocês não veem em meu governo qualquer ligação com corrupção. Meu governo é o da decência”, afirmou Casagrande.

Números

Ainda antes de responder as perguntas, Casagrande garantiu que o Estado está hoje “muito bem organizado”. Salientou que “esse negócio de ficar falando que o Espírito Santo está desorganizado é coisa de candidato sem proposta”. E falando para empresários, executivos e gerentes de empresas, o governador citou números que corroboram com sua afirmativa.

“Em 2009, o PIB capixaba caiu quase 6%. Hoje, nosso índice de desemprego é baixo e temos um índice alto de atração de novas empresas. Apesar das dificuldades, realizamos os maiores investimentos no Espírito Santo nesses três anos e nove meses de governo, tanto na infraestrutura quanto no aspecto social”, exemplificou Casagrande.

Vale destacar ainda que o Produto Interno Bruto (PIB) do Espírito Santo registrou crescimento de 1,8% no segundo trimestre de 2014 em relação ao trimestre anterior, demonstrando uma recuperação da economia capixaba. A economia do Estado teve resultado positivo em todas as bases de comparação avaliadas. Já a economia brasileira apresentou queda. Na comparação com o primeiro trimestre deste ano, houve recuo de -0,6% no PIB do Brasil.

“Portanto, trata-se de conversa fiada de que o Espírito Santo está desorganizado. Nunca tive medo de debate. Trabalho com a ajuda das pessoas, da sociedade” disse o governador.

Casagrande disse mais. “O debate eleitoral desnuda os candidatos. Até o dia 5 de outubro, o debate proporcionará à população saber quem sou eu e quem é meu adversário”.

Crescimento sustentável

Casagrande respondeu a diversas perguntas das pessoas presentes à sabatina. Garantiu que quer se reeleito para dar continuidade ao compromisso que assumiu ao tomar posse em janeiro de 2011. “Quando assumi, dei sequência a todas as obras e projetos do governo anterior. Lutamos muito para melhorar todas as áreas”.

Casagrande garantiu ainda que em sua gestão o Estado está crescendo de forma sustentada. “Já temos um programa de desenvolvimento de logística, integrando todas as regiões e municípios capixabas. Levamos formação profissional a todos os 78 municípios do Estado, com um valor histórico de investimento na educação. Manteremos incentivo ao desenvolvimento, para garantir cada vez mais um ambiente de sustentabilidade”.

Governo federal

Indagado sobre relacionamento que terá com o governo federal, a partir de janeiro de 2015, Casagrande foi taxativo. “Marina Silva, nossa candidata, e Aécio Neves já vieram ao Estado duas vezes. Ambos garantiram que vão tirar o Espírito Santo do isolamento em caso de chegar à Presidência da República. A atual presidente, Dilma, veio uma vez, mas conversei com ela e falei de novo de nossas demandas. Terei uma relação institucional com quem vencer a eleição presidencial. Se Marina ganhar, terei capacidade política maior, porque já temos um nível de conhecimento muito grande”.

Casagrande falou ainda sobre como pretende atuar para viabilizar a solução de velhas demandas à agenda de desenvolvimento do Estado com a União. Ele explicou que alguns gargalhos começam a sair do papel, como a ampliação das rodovias federais 101 e 262. Lembrou que a BR-101 já está sendo melhorada e ampliada e que a 262 terá edital de licitação  aberto em outubro deste ano. Também ressaltou que a União garantiu para o próximo mês novo edital de obras para o Aeroporto de Vitória. Disse que novos portos privados estão sendo construídos no Estado e outros já se encontram em operação.

“Para a próxima gestão do governo federal, o Espírito Santo tem que agir rápido e apresentar de imediato suas demandas para serem resolvidas nos próximos quatro anos. E o movimento empresarial e o IDEF têm papel importante na construção dessa agenda”, ponderou o governador.

Quitação dos precatórios

Casagrande informou também que seu governo quitou o que ele chama de “dívidas ruins”, criou o Fundo de Aposentadoria Suplementar e quitou todos os precatórios.

“Neste ano não há nenhum precatório a ser pago pelo Estado. No ano passado, quitamos mais de R$ 200 milhões em precatórios. Só existe o precatório da trimestralidade, que aguarda recurso a ser julgado pelo Supremo. Inclusive,  firmamos acordo com o Tribunal de Justiça e o Tribunal de Contas e as dívidas do Estado com a trimestralidade já estão sendo recalculadas”.

Apoio ao empreendedorismo

Para os associados do IBEF, o governador Casagrande revelou já ter encaminhado à Assembleia Legislativa projeto de lei que cria o Fundo de Sustentabilidade do Espírito Santo. O novo fundo vai destinar um percentual das receitas da exploração do petróleo e gás para a formação de uma poupança para o futuro, com a finalidade de financiar projetos que gerem novas bases de arrecadação para o Estado.

O governador Casagrande sabe que dos empresários filiados ao IBEF, pelo menos 65% são proprietários ou gerenciam empresas de pequeno porte. São, ao todo, 320 mil associados no Espírito Santo. Por acreditar na força do empreendedorismo, Casagrande pontuou o que o governo, a partir de sua gestão, vem fazendo para o setor.

“Estruturamos a Aderes (Agência de Desenvolvimento das Micros e Pequenos Empresas e do Empreendedorismo), criamos o Agro Legal e levamos a disciplina empreendedorismo para as 16 escolas de tempo integral no Estado. Em parceria com o Sebrae, vamos levar a disciplina para outras escolas.”

Investimento na educação

O tema educação foi um dos pontos fortes da sabatina. Para o público, Casagrande anunciou que, a partir do próximo ano, o Estado terá de levar educação em tempo integral a 100 escolas da rede pública estadual em todo o Espírito Santo.

“Meu governo entende que educação de qualidade vai além do espaço físico. Porém, ao assumir a administração, em janeiro de 2011, vimos que era fundamental dar um salto de qualidade na rede física, que estava sucateada. Realizamos reforma, ampliação e manutenção em 288 escolas e outras e100 encontram-se em reforma. Uma boa estrutura física ajuda e anima o estudante”.

Bônus-desempenho

“Passamos a pagar bônus-desempenho aos professores. Neste ano de 2014, o valor reservado ao bônus é de R$ 33,5 milhões. A partir de meu governo, o Estado passou a permitir o professor a sair da sala de aula para fazer mestrado ou doutorado e continuar recebendo salário. O governo passado deixava sem salário o professor que tentava buscar crescimento intelectual. Avançamos na escola integrada, que é o ensino médio e profissionalizante ao mesmo tempo. No governo passado, apenas 20 municípios tinham esse benefício. Agora, passamos para 52 cidades. Levamos o Pré-Enem e a qualificação profissional para os 78 municípios capixabas”, descreveu Casagrande.

Licença ambiental

Casagrande deu uma boa notícia aos empresários e executivos ligados ao Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças, ao ser questionado sobre inovação e gestão sustentável nas empresas.

“Até novembro, vamos zerar o passivo ambiental. O Iema tinha 7 mil processos relativos a licença ambiental  em atraso. Agora, caiu para 3 mil e em novembro não haverá mais nada a ser analisado. Parece um sonho, mas é a realidade de hoje do Espírito Santo, que se tornou um Estado muito mais organizado. Também investimentos no sistema de informática do Iema. As pessoas poderão pedir licenciamento ambiental para funcionamento de suas empresas sem sair de sua cidade. Investimentos mais de R$ 20 milhões no Parque Tecnológico de Vitória e estamos construindo um Centro Tecnológico, do próprio Estado, em Jardim América, no Morro da Vale, em Cariacica”.

O presidente do IBEF, o empresário Sérgio Dominguez Sotelino, agradeceu a presença do candidato Renato Casagrande na sabatina. Antes da fala do governador, foi exibido um vídeo que sintetiza a missão do IBEF: ética, seriedade e comprometimento com o Espírito Santo. Um tripé defendido também por Casagrande.

“Conheço todos os setores do governo. Tratei de temas que a maioria dos governantes não gosta nem de ouvir. Falo da segurança pública, que eu cuidei pessoalmente em reuniões mensais com minha equipe. Não vivo só de agenda positiva. O gabinete de um governador é também para discutir as mazelas do Estado. Peguei as riquezas do Estado e levei para setores essenciais, como a segurança pública, educação e saúde e investimentos em área sociais e, assim, reduzimos a pobreza. Eu tenho resultados de governo. E sei que vocês não têm dúvida do meu comportamento ético”, concluiu Casagrande.
 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger