Mesmo baleado, delegado de Polícia Civil reage a assalto, salva vítima e mata bandido em Vitória

Com equilíbrio, serenidade e competência, o novo chefe da Delegacia de Delitos de Trânsito, delegado Maurício Gonçalves da Rocha, reagiu a um assalto e, mesmo baleado, conseguiu atingir com tiros um dos bandidos, que morreu. O assalto ocorreu na noite de segunda-feira (27/10) e os demais bandidos já estão na cadeia. O delegado,  ferido com um tiro na mão, passa bem.

O assalto anunciado pelos criminosos aconteceu dentro de uma farmácia, na  avenida Dante Michelini, em Camburi, Vitória, onde o delegado Maurício acabara de chegar para comprar remédios para sua família. A ação foi filmada por câmeras de videomonitoramento. A filmagem mostra um dos bandidos atirando no delegado, que reagiu e entrou em luta corporal com o criminoso, identificado como Deivison Siqueira da Silva, o Deivinho, 21 anos. O bandido saiu da farmácia baleado e acabou caindo morto na rua.

De acordo com a Polícia Civil, entre os detidos estão dois que participaram da ação dentro do estabelecimento; o outro é um taxista que deu fuga aos suspeitos; e ainda a namorada do assaltante morto. O delegado Maurício  Gonçalves da Rocha agiu em legítima defesa e no estrito cumprimento do dever.

Minutos antes da tentativa de assalto, três homens assaltaram uma padaria de Jardim da Penha. Depois, seguiram para a farmácia, por volta das 21 horas. No momento em que anunciaram o assalto, o delegado era o único cliente do estabelecimento. Ele reagiu, acabou matando um dos suspeitos e foi baleado no braço.

A namorada do bandido morto, que foi presa também, tinha a função de ficar com o dinheiro dos roubos que o grupo fazia.

O delegado Mauricio Gonçalves, que reagiu ao assalto, assumiu a Delegacia de Trânsito há pouco mais de um mês. Após a ação, ele passou a noite internado e recebeu alta nesta terça-feira (28/10).

"O delegado Maurício agiu tanto para preservar sua própria vida, quanto para salvar a vida da caixa, que também estava sendo ameaçada. Fizemos questão de divulgar as imagens da (câmera de videomonitoramento) para deixar claro para a sociedade a legitimidade da ação do delegado. Todos os indiciados têm passagens pela polícia, inclusive o que morreu, que era suspeito de um homicídio em Goiabeiras", disse o delegado Paulo Amaral, da Delegacia de Crimes Contra a Vida de Vitória, responsável pelo caso.

Além de Deivinho, que morreu, foram presos o taxista William Marcos Pires da Luz, 20, Tailson Ferreira Gomes Policarpo, 23, um adolescente de 17 e Elizane Queiroz Lucidato, 24, que era namorada do bandido morto.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger