Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo sob novo comando

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, André Garcia,  anunciou mudanças nas chefias da Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar na manhã desta quarta-feira (14/01). Também há troca de comando na Subsecretaria de Inteligência da Sesp. O novo secretário de Estado Extraordinário de Ações Estratégicas, Evaldo Martinelli, esteve presente no anúncio dos novos nomes da cúpula da segurança pública.

Uma mulher irá chefiar a Polícia Civil do Espírito Santo (PCES). A delegada Gracimeri Vieira Soeiro de Castro Soeiro Gaviorno é a terceira mulher a alcançar o mais alto cargo da instituição, antes ocupado pelo delegado Joel Lyrio Junior.  O coronel Carlos Marcelo Disep Costa assume o comando geral do Corpo de Bombeiros Militar, em substituição ao coronel Edmilton Ribeiro Aguiar Junior. Já a Subsecretaria de Inteligência da Sesp ficará a cargo do delegado José Monteiro Júnior, que estava à frente da Superintendência de Polícia Especializada (SPE) da Polícia Civil. Ele substituiu o delegado José Darcy Arruda.

Mulher na chefia da Polícia Civil do ES

A delegada Gracimeri Soeiro Gaviorno é a terceira mulher a alcançar o mais alto cargo da Polícia Civil do Espírito Santo. A meta da delegada é ampliar as investigações dos crimes contra o patrimônio e o tráfico de drogas, além de integrar as ações da Polícia Civil aos demais órgãos de segurança e justiça, bem como aprofundar a comunicação interna entre as unidades regionais metropolitanas das delegacias especializadas. Desta forma, espera-se dinamizar os processos de investigação em todo o Estado.

“O sucesso da atividade da Polícia Civil só é possível com uma integração completa, que envolva uma aproximação com a Polícia Militar, com o Ministério Público e com o Judiciário. Mas é preciso também que a instituição se aproxime da sociedade para melhor conhecer o mapa do crime e das universidades para encontrar soluções de enfrentamento à criminalidade”, ressalta a nova chefe de Polícia.

Manter a meta de redução dos homicídios e investir na qualificação dos policiais civis também serão prioridades para Gracimere que ingressou na PCES há 20 anos como papiloscopista e anos depois (1999) passou no concurso para delegada. Nesse período, passou por diversas unidades, entre elas,  Delegacia da Mulher de Colatina, Delegacia da Mulher da Serra, Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Delegacia de Defraudações e Falsificações, entre outras unidades especializadas e regionais. Atualmente, era superintendente de Polícia Técnico-científica.

Segundo Gracimeri Soeiro, a presença da mulher no mais alto posto da Polícia Civil traz um olhar diferenciado para as ações de segurança pública. “A mulher tem um olhar diferenciado para muitas questões. Gosta de cuidar do outro e arrumar a casa. Esta é uma caraterística feminina. Por isso, meu foco será melhorar os fluxos internos que refletem na qualidade do serviço prestado ao cidadão”.

Duas delegadas já chefiaram a Polícia Civil do Espírito Santo.  Almerinda Capeli Saué comandou a instituição no período de fevereiro de 1996 a março de 1997, retornando ao mesmo posto no ano de 2002. A delegada Selma Cristina Sampaio Couto foi a segunda a chefiar a instituição pelo período de março de 1999 a maio de 2001, permanecendo na cadeira por mais três anos, de 2003 a 2006.

Novo comandante do Corpo de Bombeiros

Foco nas ações de proteção e defesa civil nas comunidades e melhorias na prestação de serviço ao cidadão. Essas medidas farão parte das prioridades do plano de comando do coronel Carlos Marcelo Disep Costa, novo comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES).

De acordo com o coronel Disep, as ações desenvolvidas na corporação darão continuidade ao trabalho que vem sendo realizado, entre eles, a expansão das unidades do Corpo de Bombeiros em demais municípios. “Temos unidades sendo construídas em Venda Nova do Imigrante e Guaçuí.

A presença do Corpo de Bombeiros nessas áreas irá tirar a sobrecarga de outros batalhões e diminuir o tempo de atendimento de ocorrências nessas regiões. Também vamos investir em treinamento e capacitação do público interno para que a população tenha cada vez mais qualidade no serviço prestado pelo CBMES”, disse.

O novo comandante enfatiza que as ações de proteção e defesa civil serão reforçadas junto às comunidades. Capacitação dos agentes municipais de defesa civil, entrega de equipamentos para o atendimento e prevenção de desastres naturais são metas a serem intensificadas.

“Vamos focar esforços na capacitação de agentes municipais. Isso inclui conhecimento técnico para que eles realizem o trabalho preventivo e operacional de atendimento de desastres, realização de treinamentos simulados e mapeamento das áreas de risco dos municípios para que as ações de defesa civil sejam antecipadas e melhor atendidas”, diz o novo comandante.

O coronel Carlos Marcelo Disep Costa ingressou no Corpo de Bombeiros Militar em 1988, ao participar do curso de formação de oficiais. Durante esses 27 anos, foi chefe de vistoria do Centro de Atividades Técnicas, comandante de batalhões, corregedor e atuou em áreas administrativas da corporação. Sua função anterior foi de coordenador estadual de Defesa Civil.

Ao assumir o comando geral da corporação, o coronel Disep ressalta que “desde quando ingressamos como aluno oficial somos treinados a ser comandante. Esse será um grande desafio, mas me sinto preparado e ciente da responsabilidade que assumo. Vamos trabalhar para melhorar ainda mais o padrão de atendimento prestado à sociedade capixaba”.

Delegado Monteiro na Inteligência Policial da Sesp

O delegado José Monteiro Júnior, que estava à frente da Superintendência de Polícia Especializada (SPE) da Polícia Civil assume a Subsecretaria de Inteligência da Sesp. Ele substituiu o delegado José Darcy Arruda.

Para Monteiro, o trabalho de inteligência é de suma importância para subsidiar a ação das polícias. “A inteligência realiza um trabalho constante para identificar potencial risco para a segurança pública ou autores de delitos contumazes que agem de forma organizada. O setor tem a finalidade de produzir conhecimento para antecipar decisões e ações das polícias e da Secretaria de Segurança Pública”, ressalta o delegado.

José Monteiro Júnior tem 54 anos, é paraibano e está há 26 no Espírito Santo. Ingressou na Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) em 1981 como escrivão e, em 1992, foi nomeado delegado, após participar de concurso público. Durante esses anos, foi chefe da Divisão Fazendária, delegado titular da Delegacia Anti-sequestro e Delegacia de Crimes Contra o Meio Ambiente.

(Fonte: Site da Sesp).

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger