Paulo Hartung manda Polícia Militar do Espírito Santo adiar formatura dos novos mil soldados

O governador Paulo Hartung e sua equipe econômica preparam um novo golpe contra a segurança pública do Espírito Santo. Por ordem expressa de Hartung, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Marcos Antônio de Souza do Nascimento, vai ter de adiar de julho para novembro a formatura dos mais de mil novos soldados. Motivo: redução de gastos. Os jovens continuarão sendo alunos-soldados, mas ficarão aquartelados, sem poder ir para as ruas, até o final do ano.

O Curso de Formação de Soldados (CFSd) da Polícia Militar teve início em 24 de novembro de 2014, com previsão de término em 15 de julho de 2015. Após Paulo Hartung assumir o governo e decretar algumas medidas de contenção de despesas, houve o primeiro rumor de que o curso seria prolongado para que os alunos-soldados continuassem a receber o salário de cerca de R$ 1.100,00 em vez dos R$ 2.631,97, de soldado, prometido no edital do concurso.

Os rumores ganharam força em março de 2015. Até então, este blog manteve-se prudente para não causar comoção. No entanto, nesta semana, um grupo de coronéis, ouvidos pelo Blog do Elimar Côrtes, confirmou o que o Alto Comando da PM já sabe: a formatura será adiada para novembro, em data ainda a ser marcada. Não significa, portanto, que o curso será prolongado, pois os alunos, uma vez encerrado o CFSd, não terão mais professores e nem instrutores a sua disposição.

Os alunos se preparam para fazer uma festa particular da formatura, junto a seus amigos e familiares, mas sem  o ato oficial da formatura: “É como se o sujeito fosse para a lua de mel sem a noiva”, comentou um coronel.

O Alto Comando da Polícia Militar, entretanto, desta vez não quer pagar a conta da “irresponsabilidade da equipe econômica do governo Hartung” sozinho. Desde o início do ano, a PM vem sendo responsabilizada pela redução de viaturas nas ruas devido à redução da cota de combustíveis determinada pelo governo. Agora, porém, alguns coronéis assinaram ofício enviado ao secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, André Garcia, em que pedem que “alguém do governo” assine a ordem de adiamento da formatura.

“É revoltante como o governo não leva em consideração as famílias que dependem desses salários, a ausência de alguns pais de família de suas casas para dedicarem 12 horas diárias em um dos centros de formação, que não alcançam todo o Estado”, protestou uma aluna-soldada.

O mais de mil alunos-soldados realizam o curso de Formação no Centro de Formação e Aperfeiçoamento da PM, em Cariacica, e nos Batalhões de Aracruz, Nova Venécia e Alegre. Eles somente poderão ir para as ruas no período do estágio. Depois, só quando se formarem. Por lei, o estágio tem dia para começar e terminar. Faz parte da grade curricular. Ou seja, após o estágio, os alunos-soldados têm que “tirar serviço” nos Batalhões e no CFA, como sentinelas.

O adiamento provoca dois problemas graves:  operacional e social. O problema operacional é porque os novos mil soldados ficarão  parados quatro meses, sem poder ajudar no policiamento de rua, para o qual foram treinados; o social é que os futuros soldados e soldadas são casados, em sua maioria, e têm filhos. Como manter a família com apenas o subsídio de aluno, de R$ 1.100,00?

Posição da Sesp

No dia 19 deste mês, o Blog do Elimar Côrtes enviou questionamento à Assessoria de Imprensa da Polícia Militar, por meio da Coordenadoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp). Eis a mensagem:

“Gostaria de saber se está confirmada para julho próximo a formatura dos novos mil soldados das Polícia Militar. Se está, quando vai ser a data e onde vai acontecer a formatura?

Tal questionamento se faz necessário porque tenho recebido emails de alunos-soldados e até de instrutores  (oficiais da PMES) dando conta de que, para efetivar sua política de redução de gastos, devido à crise financeira que assola o País, o governo do Estado estaria disposto a prolongar o curso até o final do ano (novembro ou dezembro), o que causaria, na visão de alguns oficiais da PM e dos alunos-soldados, um grave problema social e operacional.

Social, porque os alunos abandonaram emprego para fazer o curso e por acreditar que em julho estariam já recebendo salário de soldados; e, operacional, porque as ruas da Grande Vitória permaneceriam enfrentando carência de efetivo policial.”

A Sesp se manifestou da seguinte forma: “Quando a data for anunciada, será divulgada para todos os veículos de comunicação.”


Renato Casagrande prestigiou a apresentação dos novos  alunos, em novembro

Em seu portal na internet, a Polícia Militar informa que essa segunda turma de alunos-soldados faz parte do grupo de candidatos aprovados no concurso do Curso de Formação de Soldados Combatentes (QPMP-C), CFSd 2014/2. Os jovens foram recebidos pela Polícia Militar com uma cerimônia de abertura, realizada no dia 26 de novembro de 2014, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento (CFA), em Cariacica.

A tropa formada foi apresentada pelo major Jair Gomes de Freitas ao então governador do Estado, Renato Casagrande, que destacou “a responsabilidade dos alunos em fazer parte da Polícia Militar, instituição essencial à sociedade capixaba a mais de 179 anos.”

Durante a cerimônia, os primeiros colocados do CFSd/2ª turma, os alunos-soldados Gil Pereira da Cunha e Adriely Zamora Dias Maroni, receberam das mãos do governador Renato Casagrande, do então comandante-geral da PM, coronel Edmilson dos Santos, e do então comandante do CFA, tenente-coronel Márcio Celante Weolffel, um kit contendo o Manual do Aluno e o Manual Básico do Curso de Formação de Soldados, elaborados com a finalidade de promover a formação do discente Policial Militar.

Naquela ocasião, o Portal da PM informou ainda que o Curso de Formação de Soldados teria duração de aproximadamente oito meses, tendo início neste dia 26 de novembro, com término previsto para o dia 16 de julho de 2015.

Revelou que os novos alunos fazem parte de uma turma de cerca de 2.100 candidatos aprovados no concurso para soldado da Polícia Militar. Os aprovados foram divididos em duas turmas para receberem a formação. Nesta segunda fase de capacitação serão formados cerca de mil novos alunos.





 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger