Polícia Civil do Espírito Santo trabalha com viaturas sucateadas e sem manutenção, mas a chefe da instituição doa cinco veículos para Prefeitura de Cariacica

A chefe de Polícia Civil do Estado do Espírito Santo, delegada Gracimeri Vieira Soeiro de Castro Gaviorno, é mesmo uma pessoa bastante bondosa. Ela acaba de doar cinco viaturas para a Prefeitura Municipal de Cariacica, enquanto as delegacias de Polícia, pelas quais Gracimeri Gaviorno deveria zelar, possuem viaturas caindo aos pedaços, algumas sem combustível e totalmente sem manutenção.

A doação das cinco viaturas de Gracimeri Gaviorno para o prefeito Juninho – que, se diga de passagem, vem realizando uma administração muito fraca em todos os aspectos, de acordo com resultado de recente pesquisa publicada em A Gazeta –, consta no Diário Oficial de terça-feira (23/06).

Está no Resumo do Termo de Doação com Encargos, por meio do Processo nº 68438443, Termo nº 01/2015 (Divisão Financeira da Polícia). Na justificativa, a chefe de Polícia Civil informa que as cinco viaturas doadas à Prefeitura de Cariacica “serão utilizadas pela Secretaria Municipal de Segurança Publica e Defesa Social”, cujo titular da Pasta é o delegado de Polícia Fabrício Dutra.

O leitor que chega agora ao Espírito Santo pode imaginar que a Polícia Civil navega em um mar de flores. Mal sabe ele que, desde janeiro deste ano, a instituição, cumprindo determinação da equipe econômica do governo Paulo Hartung, reduziu em 20% os custos em sua área.

Assim, houve redução na cota de combustíveis para as viaturas; vigilância privada e armada foi dispensada e, em seu lugar, policiais civis passaram a vigiar prédios da Polícia; o acesso à internet foi cortado em mais de 50 delegacias – aos poucos está sendo restabelecida –; materiais de trabalho (papel ofício ) para confecção de Inquéritos Policiais e de limpeza foram cortados; e dezenas de viaturas deixaram de receber manutenção, tudo em nome dos cortes de despesas.

O que deixa os policiais desanimados é o fato de as delegacias de bairros de Cariacica estarem todas com viaturas velhas e sem manutenção. Por isso, delegados e demais policiais pagam a manutenção do próprio bolso, além de pedirem favores aos moradores e comerciantes da região.

As Delegacias de Itacibá e Cariacica-Sede têm viaturas do tipo Logan do ano de 2008 e todas já estão em péssimo estado de conservação, porém a Chefia da Polícia Civil não paga mais pela manutenção dos veículos. Os policiais andam nela ainda para não terem que parar o serviço.

A situação nas Delegacias de Campo Grande e Jardim América é um pouco melhor, pois as unidades compartilham as viaturas por estarem instaladas em mesmo prédio, que é onde funciona a Delegacia Especializa da Mulher.

“É aquela coisa: a mãe tira o leite do filho para dar ao filho do vizinho. Mas quem tem mais fome é o seu filho e não o do vizinho”, resumiu uma policial.


 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger