Aquiles, o investigador-vereador que se orgulha do Sindipol/ES e defende o tripé ‘educação, democracia e política’ para mudar o País

O investigador de Polícia Civil Aquiles Zanon Dellatorre (PSD) está em seu terceiro mandato como vereador. É, atualmente, o presidente da Câmara Municipal de Bom Jesus do Norte, município localizado no extremo Sul do Espírito Santo, na divisa com a cidade fluminense de Bom Jesus do Itabapoana. Apaixonado pela política e a carreira policial, ele sai em defesa da democracia, educação e do Sindicato dos Servidores Policiais Civis do Estado Sindipol/ES), entidade que o vereador  classifica como “verdadeira representante” de toda a categoria.

Aquiles está na Polícia há 30 anos e é lotado na Delegacia de Bom Jesus do Norte. “Aqui, posso garantir que 100% dos Inquéritos Policiais abertos para investigar delitos são elucidados e enviados à Justiça para oferecimento de denúncia por parte do Ministério Público e posterior abertura de processo. Vivemos numa região tranquila. Nossa cidade está há três anos sem homicídio”, informa o investigador-vereador.

Aquiles defende a participação de policiais no engajamento político: “Penso que a democracia é o melhor sistema de viver de uma nação. Fico feliz em ver que agora parte da imprensa está tomando conhecimento de que, se não for pela política e pela democracia, não se muda nada em nosso País. Só vamos promover mudanças por meio da política. Temos, a cada quatro anos, oportunidade de mudar. A arma está nas mãos do eleitor, que é o voto. Hoje o cidadão escolhe mal e, boa parte dos políticos brasileiros, não honra o voto que recebe do povo”, lamenta Aquiles.

Ele tem sua atuação parlamentar voltada para a segurança pública, saúde e educação. Porém, no momento, está bastante preocupado com a área educacional: “Sem uma boa educação, não mudaremos a sociedade”, ensina o investigador-vereador.

Por isso, Aquiles apresentou projeto de lei que obriga a prefeitura a pagar ao professor da rede municipal de ensino o piso nacional. “Hoje, nossas crianças e jovens, em sua maioria, vão estudar em Bem Jesus do Itabapoana, no Rio, que fica do outro lado da rua. A maioria dos professores de Bom Jesus do Norte ganha um salário mínimo. Luto para que o Município pague o piso nacional”, disse o vereador. O piso nacional, determinado por lei federal, é hoje de R$ 1.917,78.

“Sem o tripé educação, democracia e política, não mudaremos o Brasil”, ensina Aquiles.

À frente da Câmara de Vereadores no biênio 2015/2016, Aquiles tem feito um trabalho que recebe  elogio da população de Bom Jesus do Norte. Neste período de crise, enxugou a máquina administrativa do Legislativo.

“Tínhamos dois veículos para atender a todos os setores da Câmara e os vereadores. Devolvemos um dos carros para a prefeitura. Não admitimos que vereadores façam política clientelista e assistencialista usando veículo do poder público”, disse Aquiles, reconhecendo, porém, que a gestão anterior da Câmara Municipal já havia adotado redução de custos.

O investigador de Polícia Civil Aquiles Zanon Dellatorre oferece seus conhecimentos também à política sindical. Ele observa com preocupação a tentativa de algumas pessoas em criarem a cada dia mais associações e sindicatos na Polícia Civil. Lembra que a categoria Policial Civil é somente uma:

“Sou filiado ao Sindipol (Sindicato dos Servidores Policiais Civis) com muito orgulho. Entendo que o sindicato é uma peça importante no papel da democracia. Acho um absurdo a tentativa de divisão. Sempre fui contra. Por isso, prefiro ser filiado a apenas a uma entidade, que é o Sindipol. Unidos, temos força; desunidos, será mais difícil a nossa luta. Precisamos dar as mãos em prol da categoria. Esta é a minha opinião, mas respeito o pensamento dos outros”, ressalta Aquiles.

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger