Euclério Sampaio e Sindipol/ES conhecem projeto de lei que cria, dentro da atividade operacional, cargo único na Polícia Civil do Ceará

No dia 8 deste mês, o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Paraná (Sinclapol), André Gutierres; o presidente da Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Sul (Feipol), Adenilson Antônio Alves; e um dos diretores do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpolce), Francisco Lucas, estiveram em Vitória, onde foram recebidos pela diretoria do Sindicato dos Servidores Policiais Civis do Estado do Espírito Santo (Sindipol) e pelo presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Assembleia Legislativa, deputado Euclério Sampaio.

Os três dirigentes nacionais foram recepcionados na sede campestre do Sindipol, que fica na Rodovia do Contorno, na Serra. Elogiaram o Clube de Tiros do sindicato, afirmando tratar-se de um dos mais modernos do País. André Gutierres, Adenilson Alves e Francisco Lucas almoçaram na sede campestre do Sindpol, em que foi servida moqueca capixaba.

Na oportunidade, os dirigentes discutiram  com o deputado Euclério Sampaio e com a diretoria do Sindipol a elaboração de projeto de lei que estabelece uma reforma na Polícia Civil de todo o País. A reforma tem como foco a criação de um cargo único nas instituições estaduais. Exemplo: investigadores, escrivães e agentes de Polícia passariam a ser somente um cargo. No Ceará, o cargo passaria a ser denominado de Oficial de Polícia Judiciária.

“Discutimos, nesse encontro, a criação do cargo único na Polícia Civil dentro da atividade operacional nos moldes estabelecidos em projeto de lei que está sendo estudado no Ceará”, disse o presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal.

Segundo ele, o deputado estadual Euclério Sampaio elogiou a ideia e salientou que vai avançar nos estudos para ver o que pode ser apresentado no Espírito Santo.

“É algo (unificação dos cargos) que vem sendo discutido em todo o Brasil. Essa reunião, com dirigentes de outras entidades nacionais, serviu para buscarmos uma integração maior e trocar experiências entre os dirigentes sindicais da categoria Policial Civil. Aproveitamos e apresentamos aos colegas do Ceará e do Paraná a moqueca capixaba”, finalizou Jorge Emílio.

Segundo Francisco Lucas, diretor do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpolce), o objetivo com a mudança sugerida pela entidade de classe é colocar o Estado do Ceará na vanguarda das polícias judiciárias do País e dar à instituição a eficiência necessária para que a atividade investigativa atue de forma mais significativa na diminuição dos índices de criminalidade que assolam o nosso Estado. “Trata-se de proposta que visa tão somente adequar à nova realidade brasileira um sistema de segurança pública que seja capaz de absorver com eficiência as atribuições de polícia judiciária”, afirma o dirigente.

As alterações sugeridas com a criação do cargo de Oficial de Polícia Judiciária, com atribuições concorrentes dos atuais cargos de Escrivão de Polícia Civil e Inspetor (investigador) de Polícia Civil, a serem transformados, têm como objetivo resgatar a instituição Policia Civil, fortalecendo suas ações de investigação e elucidação de autoria delitiva.

No link abaixo, veja a entrevista dada pelo deputado Euclério Sampaio ao site do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpolce)
http://www.sinpolce.org.br/index.php/628-deputado-e-pc-euclerio-es-fala-sobre-representacao-politica-e-projeto-opj.html

 

Blog do Elimar Côrtes Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger